May 30, 2018 / 1:56 PM / 4 months ago

Polícia da Espanha prende crítico de Putin mas solta logo depois por mandado de prisão vencido

MADRI (Reuters) - O empresário britânico Bill Browder, um crítico notório do Kremlin, foi detido e depois solto pela polícia da Espanha, nesta quarta-feira, já que se descobriu que um mandado de prisão que ele disse ter partido da Rússia não tinha mais validade, informou uma fonte policial.

Veículo policial é visto do lado de fora de delegacia em Madri, na Espanha 30/05/2018 REUTERS/Juan Medina

Diretor do fundo de investimentos Hermitage Capital Management, Browder liderou uma campanha para expor a corrupção e punir autoridades russas que ele culpa pela morte de Sergei Magnitsky, que era seu advogado, em 2009.

Um tribunal russo condenou Browder a 9 anos de prisão à revelia em dezembro depois de considerá-lo culpado de falência deliberada e evasão fiscal.

Browder disse em sua conta de Twitter que o secretário-geral da Interpol instruiu a polícia espanhola a não cumprir uma notificação vermelha da Interpol russa — um pedido para localizar e prende provisoriamente alguém à espera de uma extradição.

“Esta foi a sexta vez que a Rússia abusou da Interpol no meu caso”, tuitou ele depois de ser solto de uma delegacia de Madri.

Uma fonte da polícia não foi capaz de afirmar se o mandado de prisão veio da Rússia nem por que não era mais válido. O Kremlin não respondeu de imediato a um pedido de comentário.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below