August 26, 2018 / 7:14 PM / in 23 days

Jornal da Coreia do Norte acusa EUA de “jogo duplo” após visita de secretário ser cancelada

(Reuters) - O jornal estatal da Coreia do Norte acusou neste domingo os Estados Unidos de “fazer jogo duplo” e “conceber uma conspiração criminosa” contra Pyongyang, depois de Washington ter cancelado abruptamente a visita do seu Secretário de Estado, Mike Pompeo.

As negociações estão em um impasse desde a reunião entre o presidente dos EUA, Donald Trump, e o líder norte-coreano, Kim Jong Un, em Cingapura em junho. Pompeo tem pressionado por passos tangíveis para o abandono da Coreia do Norte de seu arsenal nuclear, enquanto Pyongyang está exigindo que Washington faça antes suas próprias concessões.

O jornal norte-coreano Rodong Sinmun disse que unidades especiais norte-americanas sitiadas no Japão estavam preparando um ataque aéreo  visando “a infiltração em Pyongyang”, citando um veículo de mídia da Coreia do Sul.

“Tais atos provam que os EUA estão concebendo uma conspiração criminosa para desencadear uma guerra contra a República Popular Democrática da Coreia (RPDC) e cometendo um crime que merece uma impiedosa punição divina, no caso dos EUA falharem primeiro no cenário da  injusta desnuclearização da RPDC”, disse o jornal.

“Nós não podemos fazer outra coisa além de encarar com seriedade o jogo duplo dos EUA, já que eles estão ocupados fazendo planos secretos envolvendo unidades especiais mortais, enquanto dialogam com um sorriso no rosto”, destacou.

Um representante da Embaixada dos EUA em Seul disse não ter informações sobre o plano alegado pelo jornal. Um representante do exército norte-americano na Coreia do Sul não estava imediatamente disponível para comentar.

O veículo, que não mencionou a visita de Pompeo, insistiu que Washington desistisse dos “jogos militares inúteis” e implementasse o acordo de Cingapura, no qual os líderes se comprometeram a trabalhar em uma completa desnuclearização da Península Coreana.

Desde a cúpula, os dois lados têm tido dificuldade para reduzir suas diferenças sobre o programa de armas nucleares norte-coreano.

Pyongyang está pedindo uma declaração de paz como parte das garantias de segurança, planejadas para encorajar o seu abandono de suas armas nucleares e mísseis, enquanto a administração Trump diz que um acordo de paz e outras concessões virão apenas depois de ver um maior progresso na desnuclearização.

 

Por Hayoung Choi e Josh Smith

Por Hayoung Choi e Josh Smith

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below