August 29, 2018 / 6:45 PM / 3 months ago

Conselheiro McGahn é nova baixa da Casa Branca após tensão com Trump por inquérito sobre Rússia

Por Jeff Mason e Steve Holland

Don McGahn se reúne com senadores em Washington 21/8/2018 REUTERS/Alex Wroblewski

WASHINGTON (Reuters) - Don McGahn, conselheiro da Casa Branca cujo tempo a serviço do presidente Donald Trump foi marcado pela tensão relacionada a uma investigação sobre a interferência eleitoral da Rússia, deve deixar o cargo nas próximas semanas.

Trump fez o anúncio no Twitter nesta quarta-feira e encerrou uma grande especulação sobre McGahn, que será o mais recente de uma longa lista de conselheiros de alto escalão a deixarem o líder norte-americano.

    “O conselheiro da Casa Branca Don McGahn deixará sua posição no outono, pouco depois da confirmação (esperada) do juiz Brett Kavanaugh à Suprema Corte dos Estados Unidos”, tuitou Trump.

    McGahn não estava ciente de que o tuíte seria publicado, disse um funcionário do governo, mas vinha planejando deixar a Casa Branca nos próximos meses por sentir que atingiu seus objetivos conseguindo que conservadores fossem nomeados como juízes federais, revogando regulamentações e reduzindo a burocracia.

McGahn cooperou voluntariamente com o procurador especial Robert Mueller e sua equipe em um inquérito em curso que já resultou em confissões de culpa, indiciamentos, acordos de cooperação e uma condenação de pessoas do círculo de Trump.

    A Rússia negou ter interferido na eleição dos EUA, e Trump denunciou a investigação várias vezes dizendo se tratar de uma caça às bruxas.

Trump ainda não escolheu um substituto para McGahn, disse a porta-voz da Casa Branca, Sarah Sanders, aos repórteres. Especulou-se que o posto iria para Emmett Flood, advogado veterano de Washington que passou a trabalhar na Casa Branca em maio para ajudar com o inquérito russo, mas Sarah disse que o emprego não lhe foi oferecido.

    “As pessoas gostam dele”, disse ela a respeito de Flood. “Ele é super respeitado no edifício, mas não existe um plano fechado a esta altura”.

    Não foi possível obter comentários de McGahn.

    Sua partida já era esperada por muitos, mas foi recebida com consternação pelo presidente da Comissão do Senado, Chuck Grassley, que escreveu em um tuíte destinado a Trump: “Espero que não seja verdade que McGahn está deixando o Conselho da Casa Branca. Você não pode deixar isso acontecer”.

    O relacionamento entre Trump e McGahn, que foi um dos principais conselheiros durante a campanha presidencial de Trump, se tensionou devido às pressões do inquérito de Mueller sobre a interferência russa na eleição de 2016, disseram fontes a par da situação.

    O jornal Washington Post disse que, em suas conversas com a equipe de Mueller, McGahn foi indagado sobre as ações de Trump ao demitir o então diretor do FBI James Comey em 2017, entre outros tópicos.

Reportagem adicional de Susan Cornwell, Makini Brice, Brendan Pierson, Anthony Lin e Lisa Lambert

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below