August 29, 2018 / 7:30 PM / 3 months ago

Candidato apoiado por Trump fala em "macaquice" e causa mal-estar com rival na Flórida

TAMPA (Reuters) - A importante disputa pelo governo da Flórida esquentou nesta quarta-feira, quando o candidato republicano apoiado por Trump disse que o Estado norte-americano não deveria “fazer uma macaquice” elegendo em novembro seu oponente, o democrata Andrew Gillum, que é afro-norte-americano.

DeSantis faz discurso em Tampa 31/7/2018 REUTERS/Carlos Barria

O deputado Ron DeSantis, defensor ferrenho do presidente Donald Trump que conquistou a indicação do partido na terça-feira, fez os comentários na rede Fox News e foi criticado de imediato por causa de suas conotações raciais negativas.

“A última coisa que precisamos é fazer uma macaquice tentando adotar uma agenda socialista com grandes aumentos de impostos”, disse DeSantis depois de qualificar Gillum como um porta-voz “articulado” de opiniões de extrema-esquerda.

Gillum, prefeito liberal da capital estadual Tallahasee, surpreendeu ao vencer a primária democrata para governador da Flórida e disse que espera motivar progressistas mais jovens e eleitores de minorias que normalmente só votam em eleições presidenciais.

    Se vencer a eleição de 6 de novembro, ele se tornará o primeiro governador negro do Estado pêndulo mais populoso do país.

“É repugnante Ron DeSantis estar lançando sua campanha eleitoral com indiretas racistas”, disse a presidente do Partido Democrata da Flórida, Terrie Rizzo, no Twitter.

    Palavras como “macaco” ou “símio” costumam ser usadas para menosprezar afro-norte-americanos e são consideradas racistas nesse contexto.

A campanha de Gillum mencionou os comentários de Rizzo quando indagada pela Reuters, e vários outros membros da delegação congressual da Flórida também repudiaram a fala de DeSantis.

    O porta-voz do candidato republicano, Stephen Lawson, disse que ele se referia às posições políticas de Gillum, e não à sua raça. “Ron DeSantis obviamente estava falando sobre a Flórida não tomar a decisão errada de adotar as políticas” de Gillum, disse Lawson em um comunicado. “Caracterizar (sua fala) como qualquer outra coisa é absurdo”.

Mas o senador democrata Bill Nelson, que concorre à reeleição contra o governador republicano em fim de mandato Rick Scott em novembro, tuitou que “comentários como o de DeSantis são inaceitáveis no discurso civilizado”.

Sandra Smith, que conduziu a entrevista de DeSantis na Fox News, disse mais tarde que o canal “não tolera esta linguagem”.

    DeSantis venceu sua primária alardeando sua proximidade de Trump, que declarou seu apoio ao correligionário alguns meses atrás. Trump usou o Twitter na manhã desta quarta-feira para louvar o parlamentar novamente, criticando Gillum por ser um prefeito “fracassado” em Tallahasee sem apresentar provas.

Reportagem adicional de David Gaffen

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below