September 6, 2018 / 6:20 PM / 2 months ago

Dezenas de venezuelanos no Peru tentam voltar para casa apesar de crise

LIMA (Reuters) - Dezenas de venezuelanos que trocaram seu país em crise pelo Peru estão dispostos a aceitar uma oferta de Caracas para voltarem para casa de avião agora que o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, está capitalizando as agruras que os imigrantes enfrentam no exterior para fortalecer seu apoio interno.

Imigrantes venezuelanos aguardam em embaixada em Lima para retornar ao país 5/9/2018 REUTERS/Mariana Bazo

Cerca de 100 venezuelanos estavam esperando em fila diante da embaixada da Venezuela em Lima na quarta-feira para obterem os “cartões de repatriação” necessários para embarcarem em um voo gratuito para sua terra natal, de acordo com uma testemunha da Reuters.

    Vários dos venezuelanos na fila que falaram à Reuters disseram ter sofrido com a discriminação e as condições de trabalho precárias do Peru, país andino de 32 milhões de habitantes para o qual cerca de 300 mil venezuelanos imigraram só neste ano.

    O êxodo em massa de imigrantes venezuelanos nos últimos anos – considerado o maior deslocamento externo da história moderna da América Latina – sobrecarregou os serviços públicos, saturou o mercado de trabalho informal e atiçou tensões sociais nos países que os acolheram.

O imigrante venezuelano Endri Avendano, ex-técnico de medicina de 30 anos, contou que sobrevivia como garçom e vendendo comida nas ruas quando chegou a Lima em maio.

    “Você tem que trabalhar mais de oito horas, às vezes 12 horas” por dia, disse Avendano, acrescentando que não estava mais encontrando trabalho. Ele está tentando voltar à Venezuela, apesar de a comida ser cara e escassa em seu país.

    Maduro negou que seus cidadãos estão fugindo da falta de alimento e remédios na Venezuela. Na segunda-feira ele disse que os protestos de rua da oposição e as sanções financeiras dos Estados Unidos levaram alguns compatriotas a “tentarem a sorte” em outros países, mas que agora a maioria se arrepende de tê-lo feito.

Oscar Perez, ex-parlamentar opositor da Venezuela que hoje mora no Peru e defende imigrantes venezuelanos, classificou as repatriações como um “novo show” de Maduro para desacreditar seus críticos regionais.

    “É um plano perverso. Maduro está oferecendo empregos na administração pública, cartões de repatriação, assistência social para aqueles que o apoiam”, disse Perez.

    Também na quarta-feira Maduro disse que um avião que transportava venezuelanos que queriam voltar de Quito já havia chegado a Caracas e que outro vindo de Lima era esperado para breve.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below