September 6, 2018 / 9:25 PM / 14 days ago

Principais assessores de Trump negam autoria de coluna no NYT

WASHINGTON (Reuters) - Os principais assessores de Donald Trump negaram nesta quinta-feira a autoria de uma coluna de opinião anônima publicada no New York Times que criticou o estilo de liderança do presidente dos Estados Unidos e descreveu “uma resistência silenciosa” dentro de sua própria administração.

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, durante evento na Casa Branca, em Washington 29/08/2018 REUTERS/Leah Millis

Até o início da tarde, oito altos funcionários haviam repudiado o artigo, incluindo o vice-presidente Mike Pence, o secretário de Estado Mike Pompeo e o secretário de Defesa James Mattis, enquanto condenavam o autor por escrever a coluna e o NYT por publicá-la.

Trump fervia de raiva com o texto e o descreveu como mais um golpe de críticos descontentes em negação sobre seus sucessos presidenciais, mesmo quando Washington especula sobre quem é o autor.

A primeira-dama, Melania Trump, disse no Twitter: “para quem escreveu essa coluna - você não está protegendo este país, está sabotando-o com suas ações covardes.”

O artigo, publicado na quarta-feira, apareceu poucos dias depois da divulgação de trechos de um novo livro do famoso repórter do Watergate, Bob Woodward, que retrata Trump como propenso a tomar decisões impulsivas. Os trechos descreviam auxiliares mais experientes às vezes desconsiderando instruções de Trump para limitar o que consideravam um comportamento prejudicial.

Na quarta-feira, visivelmente furioso durante um evento na Casa Branca, Trump chamou o texto do NYT de “editorial covarde”, e em um tuíte posterior o presidente sugeriu que o ato era traição.

A seção de opinião do New York Times disse que a coluna foi escrita por um alto funcionário da administração e que tomou a rara decisão de publicar um artigo anônimo porque divulgar a identidade do autor colocaria em risco seu emprego.

Funcionários de alto escalão, alguns dos quais também rejeitaram episódios do livro de Woodward nesta semana, decidiram negar a autoria do texto.

Pompeo disse durante uma viagem à Índia que ele não era o autor e condenou o NYT pela publicação, enquanto a porta-voz do Pentágono, Dana White, disse que Mattis não escreveu o artigo.

O porta-voz da Secretaria de Segurança Interna, Tyler Houlton, disse: “A secretária (Kirstjen) Nielsen está focada em liderar os homens e mulheres do Departamento de Segurança Interna e proteger a pátria - não em escrever artigos de opinião anônimos e falsos para o New York Times”.

Nielsen, junto com Pence e o diretor de Inteligência Nacional, Dan Coats, estavam entre os principais nesta quinta-feira entre os apostadores que tentam adivinhar quem é o autor em enquetes online.

Um porta-voz de Pence disse que o vice-presidente não escreve colunas de opinião anônimas. “O @nytimes deveria estar envergonhado, e também a pessoa que escreveu este artigo de opinião falso, ilógico e covarde”.

A coluna, e o livro de Woodward, que será publicado na semana que vem, acompanham muitas notícias durante os 19 meses da presidência de Trump que retrataram a turbulência na Casa Branca sob sua liderança. O ex-astro de reality shows teve um nível anormalmente elevado de rotatividade em sua equipe e às vezes criticou publicamente seus principais assessores.

O holofote crítico sobre a liderança de Trump vem apenas dois meses antes das eleições parlamentares de novembro em que seus colegas republicanos estão tentando manter o controle do Congresso. A votação será amplamente vista como um referendo sobre a administração Trump.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below