September 9, 2018 / 5:37 PM / 16 days ago

Manifestantes fazem ato de apoio a Bolsonaro na praia de Copacabana

RIO DE JANEIRO (Reuters) - Simpatizantes do candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, se reuniram na orla de Copacabana neste domingo em uma manifestação de apoio ao político, que foi esfaqueado em ato de campanha na quinta-feira, em Juiz de Fora, Minas Gerais.

A manifestação reuniu apoiadores que gritavam o nome do candidato e a palavra “mito”, como Bolsonaro é chamado por seus simpatizantes. A assessoria de imprensa do PSL afirmou que a passeata reuniu 10 mil pessoas. A PM não fez estimativas.

Um carro de som dava força ao ato e, no alto do veículo, foram feitos discursos e penduradas faixas com dizeres como “eu repudio esse ato covarde” e “#força capitão”.

Mais cedo neste domingo, Bolsonaro publicou uma mensagem no Twitter afirmando que “logo estaremos 100 por cento!”, pouco depois de a equipe médica que cuida de seu quadro ter informado que o político apresenta melhora de seu quadro.

O tuíte de Bolsonaro foi uma resposta a uma mensagem de apoio publicada por uma jovem, que cantou e tocou uma música com um violão desejando força ao candidato.

O hospital Albert Einstein divulgou pela manhã o primeiro boletim médico do dia, informando que o paciente “encontra-se estável e apresenta nítida melhora clínica e laboratorial, sem nenhuma evidência de infecção”.

Líder na corrida presidencial, Bolsonaro sofreu lesões nos intestinos grosso e delgado e em uma veia abdominal, em decorrência de um único, porém profundo, golpe de faca, na quinta-feira. No mesmo dia, passou por delicada cirurgia de emergência na cidade mineira, sendo transferido para São Paulo na manhã de sexta-feira.

“Ele está bem, andando e mais forte do que nunca”, declarou o filho do candidato, o deputado Estadual Flavio Bolsonaro, candidato ao Senado pelo Rio de Janeiro.

O ato em Copacabana pela vida de Bolsonaro e contra o ataque teve como um dos coordenadores Flavio Bolsonaro. O ato serviu também para dar visibilidade às campanhas de pai e filho.

“Agora é com a gente porque meu pai foi aonde pode”, frisou o deputado estadual.

Em Brasília, manifestantes também fizeram uma passeata de apoio a Bolsonaro.

Por Rodrigo Viga Gaier

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below