September 22, 2018 / 3:55 PM / a month ago

Khamenei, do Irã, diz que ataque contra parada militar está ligado a aliados dos EUA

LONDRES (Reuters) - O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, disse neste sábado que um ataque a uma parada militar no sudoeste do Irã estava ligado aos “aliados na região” dos Estados Unidos e ordenou que as forças de segurança levassem os responsáveis à Justiça.

“Este crime é uma continuação das conspirações dos Estados regionais que são fantoches dos Estados Unidos, e seu objetivo é criar insegurança em nosso querido país”, disse Khamenei em um comunicado publicado em seu site.

Ele não citou os Estados, mas os aliados dos EUA na região incluem Israel, arquiinimigo do Irã, e também os Estados do Golfo Arábico, especialmente a Arábia Saudita.

Homens armados dispararam contra um desfile militar no sudoeste do Irã neste sábado, matando 25 pessoas, quase a metade delas de integrantes da Guarda Revolucionária, informaram agências de notícias estatais, em um dos piores ataques já realizados contra a força de elite.

O canal de televisão estatal informou que o ataque, que feriu mais de 60 pessoas, teve como alvo um encontro de autoridades iranianas na cidade de Ahvaz para assistir à cerimônia anual que marca o início da guerra de 1980-88 contra o Iraque.

Reportagem de Bozorgmehr Sharafedin

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below