October 4, 2018 / 4:30 PM / 2 months ago

Senadores recebem relatório do FBI sobre Kavanaugh; republicanos querem votação

WASHINGTON (Reuters) - A Casa Branca refutou críticas de democratas sobre a maneira como tratou um relatório do FBI sobre acusações de abuso sexual feitas contra Brett Kavanaugh, indicado à Suprema Corte dos Estados Unidos, à medida que o Senado se prepara para confirmar o juiz conservador em poucos dias.

Kavanaugh, durante depoimento no Congresso 27/9/2018 Tom Williams/Pool via REUTERS

O presidente dos EUA, Donald Trump, que pressiona pela confirmação de seu indicado, disse em um tuíte na manhã desta quinta-feira que as alegações contra Kavanaugh são “totalmente sem corroboração”.

Também na manhã desta quinta-feira a Casa Branca enviou o relatório do FBI ao Comitê Judiciário do Senado. Os senadores estão analisando o documento para determinar se ele responde aos seus questionamentos sobre o juiz.

Alguns democratas expressaram preocupação de que o relatório seja inadequado, porque o FBI não interrogou pessoas suficientes, incluindo Christine Blasey Ford, a professora universitária que acusou Kavanaugh de agressão sexual. O senador Chris Coons disse à CNN que parece que várias testemunhas importantes não foram interrogadas.

Advogados de Deborah Ramirez, que também acusou o juiz de assédio sexual, escreveram uma carta ao diretor do FBI, Christopher Wray, dizendo estar “profundamente decepcionados” que agentes não deram sequência ao interrogatório de sua cliente, conversando com as mais de 20 testemunhas que ela identificou como sendo capazes de corroborar seu relato.

Republicanos expressaram crescente confiança de que Kavanaugh será confirmado pelo Senado, após a batalha política que tem abalado norte-americanos semanas antes das cruciais eleições legislativas, no dia 6 de novembro. O porta-voz da Casa Branca, Raj Shah, disse que o governo Trump está “totalmente confiante” de que Kavanaugh receberá o apoio necessário.

As alegações de má conduta sexual de Kavanaugh quando este era aluno do segundo grau e da faculdade, que ele negou, emergiram durante o processo de confirmação.

Trump e a liderança republicana do Senado estão empenhados em angariar apoio suficiente para uma votação majoritária a favor de Kavanaugh, juiz de um tribunal federal de apelações que se tornaria um voto conservador decisivo no principal tribunal do país, enquanto os democratas o rejeitam de maneira quase unânime.

O porta-voz da Casa Branca, Raj Shah, disse à CNN: “Acreditamos que todas as perguntas do Senado foram abordadas nesta investigação suplementar do FBI.”

“A Casa Branca não microgerenciou o FBI... (o relatório) foi enviado ao Senado, não houve edição da Casa Branca”, disse. “Obviamente os senadores só começaram a ler esta informação, mas temos muita confiança de que teremos os votos.”

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below