October 5, 2018 / 10:48 PM / 18 days ago

Kavanaugh recebe apoio de senadores e deve ser aprovado para a Suprema Corte dos EUA

Por Richard Cowan e Amanda Becker

Protesto contra indicação de Kavanaugh em frente a tribunal em Washington 4/10/2018 REUTERS/Kevin Lamarque

WASHINGTON (Reuters) - O indicado do presidente norte-americano, Donald Trump, Brett Kavanaugh, parecia estar a caminho de obter uma vaga na Suprema Corte dos Estados Unidos nesta sexta-feira, após dois importantes senadores falarem que acusações de condutas sexuais impróprias contra o juiz não irão impedi-los de votar para confirmá-lo.

Se Kavanaugh receber confirmação em uma votação final no Senado, que provavelmente irá acontecer no sábado, Trump pode reivindicar vitória em sua tentativa de consolidar um domínio conservador no tribunal mais alto do país e inclinar o Judiciário norte-americano à direita.

Dois importantes senadores, a republicana Susan Collins e o democrata Joe Manchin, ambos considerados votos indecisos, disseram que irão apoiar Kavanaugh, após semanas de intensos debates sobre violência sexual envolverem a nação.

Uma acentuada disputa partidária sobre a nomeação se tornou um intenso drama político quando a professora universitária Christine Blasey Ford acusou Kavanaugh de abuso sexual quando estavam no ensino médio em Maryland em 1982.

Collins disse que as acusações contra Kavanaugh “fracassaram em cumprir o padrão de ser mais provável que não”.

Conforme manifestantes no Capitólio gritavam “vergonha”, Manchin disse a repórteres que uma investigação do FBI que não encontrou evidências que corroborassem que acusações de Ford foi minuciosa.

Duas outras mulheres também fizeram acusações de condutas sexuais impróprias cometidas por Kavanaugh na década de 1980. Ele negou as acusações.

Mais cedo nesta sexta-feira, parlamentares do Senado apoiaram Kavanaugh, um juiz federal da corte de apelações, por 51 a 49 em uma votação processual que moveu o Senado controlado pelo Partido Republicano em direção a uma decisão definitiva.

    Se confirmado, Kavanaugh irá inclinar o equilíbrio do tribunal para uma maioria de 5 a 4 a favor de conservadores em possíveis batalhas legais futuras envolvendo questões como direitos de aborto, imigração e a tentativa de Trump de proibir pessoas transgênero nas forças militares dos EUA.

Republicanos possuem uma maioria de 51 a 49 no Senado e, com os dois importantes senadores escolhendo votar a favor de Kavanaugh, a confirmação parecia assegurada no final desta sexta-feira.

Em teoria, Kavanaugh pode ser confirmado, empossado e então autorizado a sentar com as vestes na terça-feira, quando o tribunal entrará em sessão.

    A luta envolvendo Kavanaugh tem envolvido norte-americanos semanas antes das eleições de 6 de novembro, quando o Partido Democrata irá tentar tomar controle do Congresso.

Trump, acusado por diversas mulheres de condutas sexuais impróprias durante sua campanha presidencial de 2016, tuitou sua aprovação à votação do Senado nesta sexta-feira, dizendo: “Muito orgulho do Senado dos EUA votando ‘SIM’ para avançar com a nomeação do juiz Brett Kavanaugh!”.

Trump tornou a nomeação de juízes conservadores um grande ponto de sua Presidência e, no ano passado, seu indicado Neil Gorsuch foi confirmado pelo Senado.

O testemunho de Ford ao Comitê Judiciário do Senado foi transmitido ao vivo na TV na quinta-feira e prendeu atenção de cerca de 20 milhões de espectadores.

Reportagem de Amanda Becker e Richard Cowan; Reportagem adicional de David Morgan, Ginger Gibson, David Alexander, Eric Beech, Lisa Lambert e Kevin Drawbaugh

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below