October 6, 2018 / 7:05 PM / 11 days ago

Presidente turco ordena ministros a pararem de usar consultoria norte-americana McKinsey

ANCARA (Reuters) - O presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, disse neste sábado que havia ordenado seus ministros a pararem de receber serviços de consultoria da companhia norte-americana McKinsey, após um acordo do governo com a empresa sofrer ataques da principal oposição.

No mês passado, o ministro das Finanças, Berat Albayrak, que também é genro de Erdogan, disse que a Turquia havia decidido trabalhar com a McKinsey para ajudar a implementar um novo programa econômico de médio prazo.

Kemal Kilicdaroglu, líder do Partido Republicano do Povo (CHP), principal oposição, acusou nesta semana Erdogan de se aliar com companhias norte-americanas em um momento em que relações com Washington foram atingidas pela detenção de um pastor norte-americano na Turquia e outras questões.

Albayrak havia defendido o acordo com a McKinsey mais cedo nesta semana, dizendo que quem não quer que a Turquia trabalhe com a McKinsey é “ou ignorante, ou um traidor”.

Neste sábado, Erdogan aparentou ter derrubado o acordo, no entanto.

“Esta pessoa (Kilicdaroglu) está tentando nos encurralar ao fazer perguntas sobre uma companhia de consultoria que foi paga integralmente para ajudar nossa gestão econômica”, disse Erdogan a membros do governista Partido AK.

“Para não dar esta chance a ele ... Eu disse para todos os meus ministros não receberem mais consultorias deles (McKinsey)”, disse.

A McKinsey não estava imediatamente disponível para comentários.

Mais tarde neste sábado, Kilicdaroglu disse que Erdogan havia sido forçado a cancelar o acordo após fracassar em divulgar os detalhes do acordo que ele havia pedido mais cedo nesta semana.

“Eu fiz 10 perguntas a você, disse para respondê-las. Ele leu, mas não pôde lidar com isso. Ele não consegue responder e agora foi forçado a cancelar o acordo”, disse Kilicdaroglu.

Omer Celik, porta-voz do Partido AK, disse a repórteres em cúpula do partido presidido por Erdogan que o presidente havia dito a seu partido e seus ministros para receberem serviços de consultoria de companhias turcas a partir de agora.

Ele também disse que não houve um acordo assinado entre o governo e a McKinsey, mas ao invés disto um acordo entre a companhia norte-americana e alguns ministérios.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below