October 15, 2018 / 2:29 PM / 2 months ago

Polícia turca tem áudio que indica que jornalista saudita foi morto em consulado, dizem fontes

Imagem de câmara de segurança registra entrada de Jamal Khashoggi no consulado saudita em Istambul em 2 de outubro 02/10/2018 Reuters TV/via Reuters

ISTAMBUL (Reuters) - Autoridades turcas têm uma gravação de áudio que indica que o jornalista saudita desaparecido Jamal Khashoggi foi morto dentro do consulado da Arábia Saudita em Istambul, afirmaram uma autoridade e uma fonte de segurança da Turquia nesta segunda-feira.

“A polícia turca tem uma gravação de áudio que indica que Khashoggi foi morto no consulado saudita”, disse a fonte de segurança à Reuters, sem fornecer detalhes adicionais.

A Arábia Saudita tem negado veementemente ter matado Khashoggi, um crítico das políticas do reino, e o Ministério do Interior saudita descreveu as acusações como “mentiras”. Autoridades sauditas disseram que o jornalista deixou o consulado pouco depois de entrar.

Uma autoridade turca disse, no entanto, que evidências que mostram que Khashoggi foi morto estão sendo compartilhadas com outros países, incluindo a Arábia Saudita e os Estados Unidos.

Khashoggi, colunista do jornal Washington Post e morador dos Estados Unidos, não é visto desde que entrou no consulado no dia 2 de outubro para obter documentos para se casar. A noiva de Khashoggi disse que ele nunca deixou o prédio.

“As evidências têm sido enviadas a todos os lados muito claramente”, disse a fonte de segurança. “Agora, estamos no estágio de coletar evidências concretas no consulado”.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below