October 23, 2018 / 1:33 PM / 2 months ago

Trump e ex-rival Ted Cruz fazem campanha juntos para eleição acirrada no Texas

HOUSTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deixou de lado a desavença antiga com o senador Ted Cruz e comandou um comício lotado, na noite de segunda-feira, para ajudar o colega republicano na disputa acirrada com o democrata em ascensão Beto O’Rourke no Texas a duas semanas das eleições de 6 de novembro.

Presidente dos EUA, Donald Trump, e senador republicano Ted Cruz durante comício em Houston, no Texas 22/10/2018  REUTERS/Leah Millis

Durante a campanha de 2016, quando Trump e Cruz disputavam a indicação presidencial republicana, houve alguma animosidade entre ambos. Trump apelidou Cruz de “Ted Mentiroso”, e Cruz chamou Trump de “covarde chorão”.

O comício de segunda-feira em Houston foi a primeira vez em que Trump usou seu capital político para ajudar Cruz, que lidera as pesquisas de intenção de voto, a derrotar O’Rourke.

“Deus abençoe o Texas, e Deus abençoe o presidente Donald Trump”, disse Cruz nos comentários inaugurais do evento na arena Toyota Center lotada.

Depois de dar um novo apelido a Cruz, “Ted Lindo”, Trump lembrou a batalha de 2016 ao subir no pódio depois de os dois se abraçarem.

“Vocês sabem que tivemos nossas dificuldades”, disse. “Mas vou lhes dizer, ninguém me ajudou mais... do que o senador Ted Cruz”.

Trump logo voltou sua atenção para O’Rourke, que vem se destacando em um Estado tradicionalmente republicano e dando aos democratas a esperança de acabarem com o domínio antigo do partido no Texas.

Trump classificou O’Rourke como “uma farsa completa” e um “radical, um esquerdista de fronteiras abertas”.

O presidente está em campanha para conter o esforço democrata para assumir o controle da Câmara dos Deputados e possivelmente do Senado, o que lhes permitiria frear ou barrar grande parte de sua agenda e aumentar a supervisão e as investigações do Congresso sobre seu governo.

Os democratas parecem a caminho de conquistar a Câmara há meses, mas muitas corridas se tornaram apertadas nas últimas semanas, a tal ponto que alguns analistas acham concebível os republicanos se manterem no comando.

“Cerca de um mês atrás, eles estavam falando de uma ‘onda azul’”, disse Trump sobre as vitórias previstas para os democratas. “Não estamos mais ouvindo isso. A onda azul está se dissipando um pouco”.

Capitalizando um aumento recente no índice de aprovação da população, que passa dos 40 por cento, Trump está martelando dois temas: a imigração ilegal e a batalha brutal para a confirmação do juiz Brett Kavanaugh para a Suprema Corte no Senado. Ele também está defendendo um plano de cortes de impostos para a classe média.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below