October 26, 2018 / 2:34 PM / a month ago

Polícia encontra novos pacotes enviados a senador democrata e ex-chefe de inteligência dos EUA

MIAMI (Reuters) - Autoridades norte-americanas encontraram nesta sexta-feira dois pacotes suspeitos endereçados ao senador de oposição Cory Booker e ao ex-diretor da inteligência nacional James Clapper, em meio às buscas pelo suspeito de enviar pacotes-bomba a proeminentes democratas e críticos do presidente dos EUA, Donald Trump.

Polícia responde a chamado sobre pacote suspeito em Manhattan 26/10/2018 REUTERS/Mike Segar

O 11º pacote desde o início da semana foi encontrado em uma instalação de triagem de correspondências na Flórida e estava endereçado ao senador democrata de Nova Jersey, informou o FBI no Twitter. Um 12º pacote foi endereçado a Clapper e enviado à CNN, reportou a emissora.

“Isso é definitivamente terrorismo interno, não há dúvidas na minha mente”, disse Clapper à CNN.

Na quinta-feira, um esquadrão antibomba da polícia e unidades com cães se juntaram a investigadores federais para examinar um grande centro de distribuição dos correios dos EUA em Opa-Locka, no noroeste de Miami, disse a polícia do condado de Miami-Dade.

A secretária de Segurança Interna, Kirstjen Nielsen, disse que a Flórida parece ser a origem de ao menos algumas das remessas de bombas.

“Alguns dos pacotes passaram pelos correios. Eles partiram, alguns deles, da Flórida”, explicou ela em uma entrevista ao canal Fox News na quinta-feira. “Tenho confiança de que esta pessoa ou pessoas será levada à justiça”.

As autoridades descreveram o envio dos pacotes-bomba como um ato de terrorismo. Eles foram enviados menos de uma quinzena antes de uma eleição nacional que pode alterar o equilíbrio de poder em Washington.

Ninguém assumiu responsabilidade pelas bombas, e se pediu que o público compartilhe toda e qualquer dica.

Todas as pessoas visadas são difamadas frequentemente por críticos de direita, entre elas George Soros, destacado doador do Partido Democrata, o ex-presidente Barack Obama, seu ex-vice, Joe Biden, e a ex-secretária de Estado e candidata presidencial Hillary Clinton.

A Polícia Federal disse que ao menos cinco dos pacotes tinham como endereço de remetente o escritório da deputada Debbie Wasserman Schultz, ex-presidente do Comitê Nacional Democrata, na Flórida.

As autoridades creem que os pacotes, que foram interceptados antes de chegar aos seus destinatários, passaram pelos correios em algum momento, disse uma fonte. Nenhum deles detonou e ninguém ficou ferido.

Acredita-se que os artefatos tenham sido feitos com base em projetos de fabricação de bombas amplamente disponíveis na internet, disse uma fonte de segurança federal à Reuters.

Outros que receberam bombas foram o ex-secretário de Justiça e ex-procurador-geral Eric Holder, o ex-diretor da CIA John Brennan, a deputada da Califórnia Maxine Waters, e o ator Robert De Niro. Dois pacotes foram enviados a Maxine e Biden.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below