November 5, 2018 / 5:36 PM / 2 months ago

Príncipe Charles reconhece papel britânico no comércio de escravos em Gana

Príncipe Charles visita Palácio Manhyia, em Gana 04/11/2018 REUTERS/Francis Kokoroko

ACCRA (Reuters) - O príncipe Charles reconheceu nesta segunda-feira o papel do Reino Unido no comércio de escravos, classificando-o como uma atrocidade assombrosa que “deixou uma mancha indelével na história de nosso mundo”.

Em um discurso feito em Gana, outrora um grande polo no qual escravos africanos ficavam detidos antes de serem embarcados, o herdeiro do trono britânico disse que a “injustiça profunda” do passado jamais pode ser esquecida.”No sábado, no Castelo Osu, foi especialmente importante para mim —como aliás foi em minha primeira visita 41 anos atrás— reconhecer o capítulo mais doloroso das relações de Gana com as nações da Europa, incluindo o Reino Unido”, disse Charles.”A atrocidade assombrosa do comércio de escravos, e o sofrimento inimaginável que causou, deixaram uma mancha indelével na história de nosso mundo”.O Reino Unido aboliu o comércio escravocrata transatlântico em 1807, mas a abolição total da escravidão ainda demoraria mais uma geração.Dois dias antes o príncipe visitou o Castelo Christiansborg de Osu, que originalmente funcionava como um forte dinamarquês para o comércio de escravos e onde se estima que mais de 1,5 milhão de africanos foram negociados.Mais tarde, após a independência do país do Reino Unido em 1957, o castelo se tornou a sede do governo ganense.”Embora o Reino Unido possa se orgulhar de mais tarde ter aberto o caminho para a abolição deste comércio vergonhoso, temos uma responsabilidade conjunta de fazer com que o horror abjeto da escravidão jamais seja esquecido”, disse Charles em seu discurso.(Por Michael Holden)

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below