November 6, 2018 / 7:33 PM / a month ago

Principais disputas estaduais dos EUA determinarão futuro político do país

TALLAHASSEE, Estados Unidos (Reuters) - As disputas acirradas nos Estados norte-americanos da Geórgia e da Flórida, nas quais candidatos democratas negros enfrentam republicanos brancos apoiados pelo presidente Donald Trump, se destacam entre as três dúzias de corridas estaduais das eleições desta terça-feira.

Adesivos "Eu votei hoje" são distribuídos em local de voto das eleições parlamentares dos EUA em Des Moines, no Estado de Iowa 06/11/2018 REUTERS/Scott Morgan

Na Geórgia, Stacey Abrams almeja se tornar a primeira governadora negra da nação. Ela e Andrew Gillum, da Flórida, também seriam os primeiros governadores negros de seus Estados.

Stacey, de 44 anos, e Gillum, de 39 anos, estão testando um novo caminho liberal em Estados do sul onde democratas tradicionais de centro vêm perdendo repetidamente. Eles tentam angariar o voto de jovens e minorias, que normalmente preferem os democratas, mas muitas vezes só vão às urnas em eleições presidenciais.

“É um experimento muito, muito grande”, disse Jennifer Duffy, que analisa disputas estaduais para o apartidário Cook Political Report. “O comparecimento neste dois Estados contará muito”.

A reputação de Trump está em jogo com os republicanos Brian Kemp, de 55 anos, na Geórgia, e Ron DeSantis, de 40 anos, na Flórida, já que seu apoio garantiu a indicação de ambos dentro de seu partido – mas acusações de insultos raciais vêm assombrando os dois candidatos, que negam as acusações.

Embora grande parte da atenção esteja em qual partido terá o controle do Congresso, republicanos e democratas estão se enfrentando em todo o país pelo poder na esfera estadual, que pode ajudá-los a impulsionar ou frear a agenda de Trump em temas como o sistema de saúde, o controle de armas e os direitos LGBT.

Os democratas, empenhados em se recuperar da perda de 13 Estados e mais de 90 cadeiras legislativas estaduais durante os anos do presidente e correligionário Barack Obama no poder, apresentaram seu maior número de candidatos legislativos em mais de três décadas.

Atualmente os republicanos têm 33 governadores e dois terços dos legislativos estaduais.

O resultado das eleições estaduais também pode afetar o controle futuro da Câmara dos Deputados.

Governadores e centenas de parlamentares eleitos neste ano estarão no cargo quando os distritos congressuais forem redesenhados após o censo de 2020. Em alguns Estados, o poder de um governador para assinar ou vetar mapas congressuais pode decidir o equilíbrio partidário.

Jennifer, do Cook Political Report, espera que os democratas conseguirão tirar entre seis e oito Estados dos republicanos, mas estes podem vencer em territórios democratas como Oregon e Connecticut.

((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447765))

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below