November 7, 2018 / 11:23 AM / a month ago

Kremlin não vê perspectivas de laços melhores com EUA após eleições

Bandeira da Rússia sobre a embaixada do país em Washington 06/08/2018 REUTERS/Brian Snyder

MOSCOU (Reuters) - O Kremlin disse nesta quarta-feira que não vê perspectivas de melhora nas relações entre a Rússia e os Estados Unidos após as eleições parlamentares dos EUA, nas quais os democratas assumiram o controle da Câmara dos Deputados.

A vitória na disputa pela maioria da Câmara dará aos democratas a oportunidade de bloquear a agenda do presidente norte-americano, Donald Trump, e colocará o governo sob intensa fiscalização, e fontes do Congresso disseram que os democratas tentarão endurecer a política dos EUA em relação a Moscou.

Os republicanos do partido de Trump, por sua vez, expandiram a maioria que tinham no Senado na votação de terça-feira.

“Podemos dizer com uma grande dose de confiança que é claro que não há perspectivas brilhantes para normalizar as relações russo-americanas no horizonte”, disse o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, em uma teleconferência com jornalistas.

Peskov disse que cabe ao presidente russo, Vladimir Putin, e a Trump continuar o diálogo.

Os dois líderes se reunirão brevemente em Paris na próxima semana, disse Peskov na terça-feira, e podem ter uma reunião mais longa na cúpula do G20 da Argentina no final do mês.

Reportagem de Tom Balmforth, Olzhas Auyezov e Vladimir Soldatkin

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below