November 11, 2018 / 2:14 PM / a month ago

EUA marcam 100º aniversário do fim da 1ª Guerra Mundial

(Reuters) - Os norte-americanos marcam o aniversário de 100 anos do Armistício que encerrou a Primeira Guerra Mundial no domingo com celebrações que vão de shows de luzes de alta tecnologia até reuniões sóbrias em homenagem aos militares veteranos do país.

Mais de 100 mil norte-americanos morreram na Primeira Guerra Mundial, após os Estados Unidos declararem guerra à Alemanha em 6 de abril de 1917, levando a nação ao conflito global. Ainda que os Estados Unidos tenham entrado na Guerra em fase posterior, muitos norte-americanos discordaram da decisão de se juntar aos aliados Grã-Bretanha, França e Rússia, alguns vendo a decisão como uma disputa sem fim entre antigos rivais europeus.

O conflito irrompeu em 1914, depois que um adolescente sérvio bósnio assassinou o arquiduque Franz Ferdinand, o herdeiro do trono austro-húngaro, e sua esposa em Sarajevo. Isso gerou o estopim para uma guerra que reescreveria a ordem mundial, terminaria com os impérios e reivindicaria a vida de mais de 9 milhões de soldados.

Lições aprendidas na Primeira Guerra Mundial são mais relevantes do que nunca hoje, disse o Dr. Matthew Naylor, presidente e CEO do Museu e Memorial Nacional da Primeira Guerra Mundial em Kansas City, Missouri.

“Em um mundo de crescente globalização, radicalização e tensões nacionais, está claro que as lições da Grande Guerra perduram até hoje”, disse Naylor em um comunicado.

“O mundo hoje é mais parecido com o mundo de 1914 do que tem sido nos últimos 104 anos. Ao marcarmos os 100 anos desde o Armistício, é essencial que não entremos em catástrofe”, disse Naylor, que não deu mais detalhes.

A Primeira Guerra Mundial, também conhecida como a Grande Guerra, terminou quando os líderes mundiais, na 11ª hora do 11º dia do 11º mês, assinaram um armistício que terminou com quatro anos de batalhas sangrentas. Os norte-americanos honram seus heróis de guerra, vivos e mortos, todos os anos em 11 de novembro, com cerimônias para marcar o Dia dos Veteranos, um feriado nacional.

Reportagem de Barbara Goldberg em Nova York

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below