November 16, 2018 / 12:43 PM / a month ago

Abe se torna 1º premiê do Japão a visitar cidade australiana bombardeada na 2ª Guerra

SYDNEY (Reuters) - O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, se tornou nesta sexta-feira o primeiro líder do país a visitar a cidade australiana de Darwin, desde que a área foi bombardeada por forças japonesas durante a Segunda Guerra Mundial, enfatizando a força de sua crucial aliança.

Primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, e primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison, participam de cerimônia em Darwin 16/11/2018 REUTERS/Glenn Campbell

Abe e o premiê australiano, Scott Morrison, depositaram coroas de flores no Cenotáfio, o memorial de guerra de Darwin, e fizeram um minuto de silêncio para homenagear às vítimas do conflito e fortalecer um laço que tem evoluído durante as décadas após a guerra.

“Reconhecemos nossa história e relembramos nosso sacrifício e perdas hoje, mas é importante dizer que fortalecemos nosso ótimo relacionamento de bons amigos e ótimos parceiros”, disse Morrison.

“Reconhecemos o relacionamento estratégico especial baseado não somente em nossos valores comuns profundos, mas em nossas crenças profundamente preservadas”.

Os líderes das duas nações reafirmaram seu laço estratégico e se comprometeram a investir em infraestrutura no Pacífico e no sul do subcontinente —uma reação à influência crescente da China, que intensificou a concessão de empréstimos como parte de sua iniciativa Cinturão e Rota.

Os dois ainda ressaltaram seu compromisso com o livre comércio e com a desnuclearização da península coreana ao lembrar os soldados perdidos em batalha.

Dois meses após o ataque japonês à base naval norte-americana de Pearl Harbor, em dezembro de 1941, a Força Aérea do Japão começou a bombardear a cidade portuária do norte da Austrália, a primeira vez em que o conflito global chegou ao solo australiano.

Os primeiros dois ataques do dia 19 de fevereiro de 1942 mataram cerca de 250 pessoas, segundo o Memorial de Guerra Australiano. Navios, aeronaves e instalações civis e militares foram destruídos.

Houve outros 62 ataques japoneses até novembro de 1943, mas o Memorial de Guerra informa que nenhum foi tão intenso quanto os dois primeiros, e a maioria não deixou danos ou vítimas.

A visita de Abe também assinalou o início das exportações do projeto de gás Ichthys, que custou 40 bilhões de dólares, um dos maiores investimentos externos da história do Japão.

Os laços entre a Austrália e o Japão melhoraram continuamente a partir dos anos 1950, o que inclui um “pacto de segurança conjunta” de 2007 sobre a coordenação de questões ligadas à segurança marítima e aérea.

Um acordo de livre comércio regional de 13,5 trilhões de dólares entre Austrália, Japão e nove outros países entra em vigor no próximo mês.

Por Byron Kaye; reportagem adicional de Melanie Burton e Sonali Paul em Melbourne e Karishma Luthriain em Sydney

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below