November 16, 2018 / 8:18 PM / 25 days ago

Trump diz que questões de investigação sobre a Rússia foram fáceis de responder

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse que finalizou as respostas escritas para a investigação do procurador especial Robert Mueller sobre o papel da Rússia nas eleições norte-americanas de 2016, mas ainda não as entregou ao gabinete de Mueller.

Trump, na Casa Branca, em Washington 16/11/2018 REUTERS/Jonathan Ernst

Em declaração a repórteres na Casa Branca, Trump disse que ele mesmo escreveu as respostas.

“Meus advogados não escrevem respostas. Eu escrevo as respostas. Foi feita uma série de perguntas a mim. Eu as respondi com muita facilidade”, disse Trump.

O presidente republicano não especificou quando sua equipe jurídica apresentaria suas respostas por escrito.

“Você tem que ter sempre cuidado quando responde, com pessoas que provavelmente têm más intenções. Agora, as perguntas foram respondidas de forma rotineira por mim”, afirmou Trump, que sugeriu que as perguntas poderiam ser feitas para resultar em acusações de perjúrio.

Trump e seus advogados estiveram em negociações com a equipe de Mueller sobre como o presidente seria questionado como parte da investigação, inclusive se ele apareceria pessoalmente.

As tensões sobre a investigação aumentaram ainda mais desde que Trump, na semana passada, destituiu Jeff Sessions como secretário de Justiça e nomeou Matthew Whitaker como seu substituto de forma interina. Esse movimento deu a Whitaker, um apoiador de Trump, a supervisão da investigação de Mueller, no lugar de Rod Rosenstein, o número dois do departamento que anteriormente a comandava.

Mueller, que Rosenstein nomeou para liderar a investigação sobre a Rússia em maio de 2017, está investigando se integrantes da campanha de Trump conspiraram com Moscou na eleição de 2016 e se Trump tentou ilicitamente obstruir a investigação, que colocou uma nuvem sobre sua Presidência.

Mueller já apresentou acusações contra uma série de ex-assessores de Trump, incluindo seu ex-presidente de campanha e um ex-assessor de segurança nacional dos EUA, além de vários indivíduos e entidades russos.

Na quinta-feira, um juiz federal recusou-se a julgar acusações criminais contra uma empresa russa, a Concord Management and Consulting LLC, acusada por Mueller de financiar uma operação de propaganda para influenciar a eleição de 2016 a favor de Trump.

Trump criticou novamente nesta sexta-feira a investigação como uma “caça às bruxas” e disse que não houve tal conluio. A Rússia também nega qualquer interferência.

Reportagem de Jeff Mason e Makini Brice

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below