November 21, 2018 / 11:04 AM / 23 days ago

Colômbia pede que Cuba prenda líder do ELN procurado pela Interpol

Combatente rebelde do ELN em selva no noroeste da Colômbia 31/08/2017 REUTERS/Federico Rios

BOGOTÁ (Reuters) - O governo da Colômbia pediu a Cuba que prenda o comandante rebelde do Exército de Libertação Nacional (ELN), Nicolás Rodríguez, informou o Ministério das Relações Exteriores colombiano na terça-feira, um sinal de que as conversas de paz com o grupo insurgente não devem recomeçar tão cedo.

No dia 6 de novembro a Colômbia fez um pedido verbal para que o governo de Cuba forneça informações sobre a presença de vários comandantes do ELN em território cubano, disse a chancelaria em um comunicado.

Bogotá também pediu a Havana que cumpra um alerta vermelho da Interpol contra Rodríguez, o líder do grupo rebelde. Um alerta vermelho da Interpol é um “pedido para realocar e prender provisoriamente um indivíduo à espera de extradição”.

Rodríguez, também conhecido pelo codinome Gabino, está recebendo tratamento médico em Cuba há vários meses.

O governo cubano não respondeu de imediato a um pedido de comentário.

A medida colombiana pode prejudicar os esforços para ressuscitar as conversas de paz entre o governo e o ELN. Em agosto o presidente da Colômbia, Iván Duque, disse que suspenderia as negociações sediadas em Cuba até os rebeldes libertarem todos os reféns.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below