November 23, 2018 / 3:58 PM / 17 days ago

Emirados Árabes Unidos indicam que acadêmico britânico por ser solto com "solução amistosa"

Matthew Hedges, em foto fornecida por sua esposa, Daniela Tejada 23/11/2018 Daniele Tajada/via REUTERS

LONDRES (Reuters) - Os Emirados Árabes Unidos indicaram nesta sexta-feira que um acadêmico do Reino Unido que condenaram à prisão perpétua por espionagem pode ser libertado depois que sua família pediu clemência, um caso que tensionou os laços entre os dois aliados de longa data.

Matthew Hedges, de 32 anos, foi condenado na quarta-feira após ser acusado de espionar para o governo britânico, uma medida descrita pela primeira-ministra britânica, Theresa May, como profundamente decepcionante.

“A família do senhor Hedges fez um pedido de clemência, e o governo está estudando este pedido”, disse o embaixador do país em Londres, Sulaiman Hamid Almazroui.

“Temos uma parceria extremamente próxima com o Reino Unido”, disse ele aos repórteres. “Por causa da força desse relacionamento, temos esperança de que se possa chegar a um solução amistosa.”

O doutorando da Universidade Durham está detido desde 5 de maio, quando foi preso no Aeroporto Internacional de Dubai ao final de uma visita de pesquisa de uma quinzena.

Sua família o descreveu como um pesquisador talentoso que entrou em choque com o sistema de segurança e Justiça dos Emirados Árabes Unidos. Já o país o retratou como um espião britânico que recebeu um julgamento justo por delitos graves de espionagem.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below