March 23, 2019 / 7:54 PM / in 6 months

Ex-espião israelense que ajudou a capturar nazista Eichmann morre aos 92 anos

JERUSALÉM (Reuters) - Rafi Eitan, ex-ministro israelense e veterano espião que liderou a operação para capturar o notório nazista Adolf Eichmann, morreu, neste sábado, aos 92 anos.

“Perdemos um corajoso soldado cuja contribuição para a segurança de Israel será ensinada para as próximas gerações”, disse o presidente Reuven Rivlin.

Eitan morreu após ser hospitalizado em Tel Aviv, afirmaram o site YNET e outros veículos de imprensa israelenses.

Eitan teve um papel influente nos primeiros anos das agências de inteligência de Israel.

Em 1960, ele estava no comando de uma operação do Mossad que levou à captura de Eichmann, um arquiteto do holocausto, que estava morando na Argentina sob uma nova identidade.

Eichman foi levado a Israel, onde foi julgado por crimes contra a humanidade. Acabou sendo condenado e enforcado.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below