March 23, 2019 / 8:14 PM / 8 months ago

Papa aceita renúncia do arcebispo do Chile investigado por encobrir abusos

ROMA/SANTIAGO (Reuters) - O papa Francisco aceitou neste sábado a renúncia ao cargo de arcebispo de Santiago do Chile do cardeal Ricardo Ezzati, que está sendo investigado pela Justiça local por acusações de encobrir abusos sexuais a menores por padres.

A decisão do líder católico ocorre em um momento em que a igreja enfrenta fortes questões sobre a maneira como tem respondido aos escândalos sexuais que surgiram em várias partes do mundo.

Ezzati, 77, que ocupava o mais alto cargo na Igreja chilena, é acusado de encobrir abusos cometidos por religiosos, embora nenhuma acusação tenha sido feita contra ele.

O cardeal nega ser implicado e em outubro decidiu exercer o seu direito de permanecer em silêncio depois de ser convocado a testemunhar pela procuradoria local.

“Eu vou com a minha cabeça erguida”, disse Ezzati a jornalistas em Santiago. “Toda denúncia foi enfrentada, e teremos de esperar pelo que a Justiça diz. Não basta que alguém diga que encobri, mas é preciso provar”, acrescentou.

Por Philip Pullella e Marion Giraldo

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below