March 26, 2019 / 4:44 PM / 6 months ago

Estúdios de Damasco voltam a filmar após vitórias do governo na guerra

DAMASCO (Reuters) - Em um set de filmagem há muito abandonado nos arredores de Damasco que conta com casas de barro, palmeiras, vielas e camelos, atores com túnicas largas estão gravando uma série de televisão que seus produtores dizem ser parte de uma recuperação gradual de sua indústria.

Como a maioria dos setores da economia da Síria, o cinema e a TV foram duramente atingidos por uma guerra que já matou meio milhão de pessoas, obrigou outras milhões a fugir de casa e arrasou partes do país desde 2011.

Quaisquer filmes ou séries de TV feitos por produtoras sírias durante o conflito raramente foram comprados pelos consumidores do Golfo Pérsico e de outros locais que já representaram uma porção importante de seu mercado. Atores e diretores se mudaram para o exterior, e os estúdios ficaram esquecidos.

Mas os combates no entorno de Damasco acabaram no ano passado, depois de uma série de ofensivas intensas do governo, refletindo um aumento mais amplo do controle estatal país afora, e os estúdios sírios estão voltando a trabalhar.

Ziad al-Rayes, chefe da associação de produtores de TV da Síria, disse que voltou a ser possível filmar confortável e eficientemente.

“Aqui você encontra quatro estações. Aqui você tem montanhas, deserto, vales e neve”, explicou, acrescentando que é mais barato filmar em seu país do que em outros locais.

A série de televisão sendo produzido nas cercanias da capital trata de um clérigo sufista chamado Muhiy al-Din bin Arabi e transcorre na histórica Meca, a cidade mais sagrada do Islamismo, localizada na Arábia Saudita dos dias atuais.

Ela está sendo feita para exibição nos Emirados Árabes Unidos, disseram os produtores.

Outros seriados de TV também estão sendo gravados para transmissão no Líbano e nos dois maiores aliados sírios, Rússia e Irã, segundo a associação de produtores.

O set de filmagem era parte do grande terreno de um estúdio que não foi usado durante a maior parte da guerra e mostra sinais de descuido. Um set próximo do mesmo estúdio foi montado como uma cidade romana antiga.

Durante a guerra, muitos atores sírios famosos deixaram o país para trabalhar em outras nações árabes. Um bem conhecido, Qays al-Sheikh Najib, de 41 anos, está filmando na Síria pela primeira vez em oito anos – uma nova série chamada “Uma Distância Segura”, que mostra como o conflito afetou as pessoas.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below