March 29, 2019 / 11:29 AM / 6 months ago

May submete acordo simplificado do Brexit a "última chance" no Parlamento

LONDRES (Reuters) - A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, submeteu uma versão simplificada do acordo para a desfiliação britânica da União Europeia a uma votação no Parlamento nesta sexta-feira, na tentativa de romper o impasse sobre o Brexit após duas derrotas.

Manifestante protesta a favor do Brexit do lado de fora do Parlamento britânico, em Londres 29/03/2019 REUTERS/Peter Nicholls

A votação, que acontece no dia em que o país sairia da UE oficialmente, ilustra a profundidade da crise de três anos do Brexit, e ainda não se sabe como, quando ou sequer se o Reino Unido se separará algum dia.

Os parlamentares votarão por volta das 11h30 (horário de Brasília) o Acordo de Saída de 585 páginas de May, mas não a Declaração Política de 26 páginas sobre as relações futuras, em uma manobra para contornar um impedimento à apresentação repetida do mesmo documento a uma votação.

“De fato é a última chance que temos para votar no Brexit como o entendemos”, disse Liam Fox, ministro do Comércio pró-Brexit.

Fox disse existir, entre os apoiadores do Brexit no Parlamento, o temor de que o divórcio do bloco seja frustrado — uma medida que, segundo ele, criaria “um abismo de desconfiança” entre os eleitores e os líderes políticos.

Para vencer a votação, May precisa do apoio de dezenas de parlamentares pró-Brexit de seu próprio partido e de mais de 20 parlamentares do Partido Trabalhista, de oposição.

O presidente do Parlamento, John Bercow, disse que a casa não votará nenhuma emenda, mas o advogado-geral, Geoffrey Cox, insinuou que o governo teria aceitado uma proposta do parlamentar trabalhista Gareth Snell para aumentar o poder do Legislativo sobre a segunda fase das conversas.

Mas o Partido Unionista Democrático da Irlanda do Norte (DUP), que sustenta o governo de minoria de May, disse que não mudará de ideia e que seus 10 parlamentares votarão contra o acordo.

Enquanto a premiê busca salvar seu pacto e alguns parlamentares tentam assumir o controle do processo, milhares de defensores da separação planejam protestar no centro de Londres com uma marcha sobre a “Traição do Brexit” liderada pelo ativista Nigel Farage que terminará diante do Parlamento.

Em meio ao caos, May combinou com a UE adiar o Brexit de 29 de março, a data planejada originalmente, para 12 de abril, e existe um novo adiamento para 22 de maio na mesa se ela conseguir que os parlamentares ratifiquem seu pacote de saída nesta semana.

A libra esterlina caiu para 1,3004 dólar, seu menor valor em três semanas.

Na quarta-feira, May prometeu renunciar se seu acordo for aprovado, mas nem isso convenceu de imediato muitos parlamentares pró-Brexit de seu partido.

Reportagem adicional de Kate Holton

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below