April 2, 2019 / 4:30 PM / 5 months ago

Procuradores do Peru investigam prefeito por discriminação contra venezuelanos

LIMA (Reuters) - Procuradores do Peru iniciaram um inquérito preliminar sobre o prefeito de uma cidade andina que prometeu “livrar” o município de imigrantes venezuelanos e obrigar empresas a contratarem mais locais, informou a Procuradoria-Geral na segunda-feira.

A investigação tentará determinar se Henry López, prefeito de Huancayo – polo comercial de cerca de 500 mil habitantes nas terras altas do centro do Peru – cometeu discriminação e incitamento à discriminação, disse a Procuradoria-Geral no Twitter.

A Constituição peruana proíbe a discriminação baseada em origem, raça, sexo, língua, religião, opinião ou situação econômica.

López não estava disponível de imediato para comentar, mas um de seus assessores disse por telefone que os procuradores não podem iniciar uma investigação devido a comentários “tirados do contexto”.

Em um comunicado publicado por seu gabinete na quarta-feira, López culpou os venezuelanos pelo que alegou ser uma escalada de crimes e de vendedores de rua em Huancayo, e prometeu aprovar um decreto municipal para exigir que as empresas empreguem ao menos 80 por cento de locais em sua força de trabalho.

Ele também insinuou que um imigrante venezuelano que trabalhou como segurança tramou a morte de um local, em um caso ainda está sendo investigada.

“Fui eleito para trazer ordem à cidade. Eles me chamam de xenófobo, mas não ligo”, disse López em um comunicado. “Hoje eu declaro ‘Huancayo livre de venezuelanos’.”

Os comentários de López são parte de um surto recente de xenofobia na América do Sul, desencadeado por uma onda de imigrantes venezuelanos pobres e desesperados que entraram em países da região nos últimos anos fugindo de uma crise econômica e política aguda durante o governo do presidente Nicolás Maduro.

O Peru tem sido um dos países mais acolhedores para os imigrantes venezuelanos, concedendo-lhes vistos de residência especial que lhes permitem trabalhar e utilizar os sistemas públicos de saúde e educação.

Por Marco Aquino e Mitra Taj

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below