April 6, 2019 / 12:00 AM / 5 months ago

Tropas do leste da Líbia se aproximam de Trípoli, com confrontos perto de ex-aeroporto

TRÍPOLI/BENGHAZI (Reuters) - Tropas do leste da Líbia comandadas por Khalifa Haftar disseram nesta sexta-feira ter avançado para os arredores ao sul da capital Trípoli, em uma investida perigosa contra o governo internacionalmente reconhecido do país.

Guterres se reúne com Haftar em Benghazi 05/04/2019 Gabinete do Exército Líbio/ Divulgação via REUTERS

Confrontos estavam em andamento perto do ex-aeroporto internacional do país, do qual o Exército Nacional Líbio (LNA) de Haftar tomou controle ao anoitecer, disseram um porta-voz do LNA e moradores da região.

O movimento do LNA, que é aliado a um governo paralelo com sede no leste do país, intensificou uma luta pelo poder que tem dividido a Líbia desde a queda de Muammar Gaddafi em 2011.

O avanço ocorreu enquanto o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, deixava o país após se reunir com Haftar para tentar evitar uma guerra civil.

“Eu deixo a Líbia com o coração pesado e profundamente preocupado. Eu ainda espero que seja possível evitar um confronto sangrento dentro e nas redondezas de Trípoli”, disse em publicação no Twitter.

O Conselho de Segurança da ONU foi informado a portas fechadas sobre os últimos acontecimentos desta sexta-feira e expressou profunda preocupação em comunicado lido após a reunião pelo embaixador da Alemanha para a ONU, Christoph Heusgen, presidente do conselho durante o mês de abril.

Haftar, de 75 anos, que se apresenta como um opositor do extremismo islâmico mas que é visto por críticos como um novo Gaddafi, disse a Guterres que a operação continuará até que o terrorismo seja derrotado, segundo a Al-Arabiya TV.

A capital Trípoli, no litoral do país, é o principal objetivo do governo paralelo de Haftar.

Em 2014, ele reuniu ex-soldados de Gaddafi e, em uma batalha de três anos, tomou controle da principal cidade do leste da Líbia, Benghazi. Este ano, assumiu o sul do país, com seus campos de petróleo.

Além de visitar Haftar em Benghazi, Guterres foi a Trípoli nesta semana para ajudar a organizar uma conferência de reconciliação nacional planejada ainda para este mês.

Mas, esse plano foi colocado em risco na quinta-feira, à medida que forças do LNA tomaram controle de Gariam, cerca de 80 km ao sul da capital, após confronto com forças aliadas ao governo apoiado pela ONU do primeiro-ministro Fayez al-Serraj, que tem sede em Trípoli.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below