April 19, 2019 / 6:03 PM / 5 months ago

Ativistas ambientais protestam contra Société Générale e empresas de energia francesas

PARIS, 19 April (Reuters) - Ativistas ambientais impediram que milhares de funcionários entrassem na sede do banco francês Société Générale, da estatal de energia EDF e da gigante petroleira Total nesta sexta-feira, disse o Greenpeace.

O grupo informou que estava protestando contra as relações das companhias com a indústria de petróleo e gás, que considera uma força motriz do aquecimento global. Ativistas também obstruíram a entrada do Ministério do Meio Ambiente perto do distrito comercial de La Defense.

Os manifestantes colaram cartazes que mostravam o presidente Emmanuel Macron com a mensagem “Macron, o presidente dos poluidores” e uma faixa em que estava escrito “cena de crime ambiental” na fachada de vidro do Société Générale, mostraram imagens da Reuters TV.

A polícia dispersou com spray de pimenta um grupo que estava sentado, bloqueando a entrada principal do banco.

Alguns manifestantes se colaram uns aos outros enquanto outros se algemaram com lacres de plástico a postes de metal para dificultar sua remoção pela polícia.

Funcionários engravatados se acumulavam do lado de fora de seus escritórios: “eu só queria entrar e trabalhar”, disse um empregado de um banco.

O Greenpeace e o grupo ativista Les Amis de la Terre (Amigos da Terra) já haviam criticado o Société Générale por seu papel em financiar projetos de petróleo e gás, em particular o projeto de gás natural liquefeito Rio Grande, nos Estados Unidos.

Um porta-voz do Société Générale se recusou a comentar.

Um porta-voz da EDF, que depende fortemente de usinas hidrelétricas e nucleares para gerar energia, disse que 96 por cento de sua energia era livre de dióxido de carbono. Ele disse que a EDF estava comprometida em limitar sua pegada de carbono em 40 por cento até 2030.

Uma porta-voz da Total disse que dois executivos da empresa conversaram com representantes do Greenpeace e do Les Amis de la Terre.

Os protestos de sexta-feira ecoaram uma série do grupo de ativistas contra a mudança climática Extinction Rebellion em Londres nesta semana, que causaram congestionamentos no transporte da capital britânica.

Manifestantes adolescentes fizeram um protesto emotivo, cantando e chorando, contra a inércia quanto à mudança climática perto do aeroporto de Heathrow em Londres, nesta sexta-feira.

Por Antony Paone, Bate Felix, Inti Landauro e Geert De Clercq

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below