April 21, 2019 / 4:55 PM / in 7 months

Rei do Bahrein devolve nacionalidade a 551 cidadãos alvo de processos judiciais

DUBAI (Reuters) - O rei do Bahrein, Hamad bin Isa Al Khalifa, restabeleceu a nacionalidade de 551 pessoas que haviam sido despojadas de sua cidadania por tribunais no Estado árabe do Golfo, informou a agência de notícias estatal BNA neste domingo.

Desde uma insurreição em 2011, o Bahrein, que hospeda a Quinta Frota da Marinha dos EUA, processou centenas de manifestantes em julgamentos em massa, proibiu os principais grupos da oposição e revogou a cidadania de centenas de cidadãos.

A maioria das principais figuras da oposição e ativistas de direitos humanos está presa ou fugiu para o exterior.

O grupo ativista britânico Instituto para Direitos e Democracia no Bahrein disse que o Bahrein retirou a cidadania de um total de 990 pessoas desde 2012.

Um tribunal do Bahrein retirou na terça-feira a nacionalidade de 138 pessoas devido a acusações de terrorismo, em uma ação criticada pelas Nações Unidas.

A notícia da BNA não especificou quais 551 pessoas tiveram sua cidadania restaurada, ou em quais julgamentos elas estiveram envolvidas.

Por Lisa Barrington

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below