April 30, 2019 / 7:24 PM / 7 months ago

Bolton pressiona assessores próximos de Maduro a abandoná-lo

Assessor de Segurança Nacional da Casa Branca, John Bolton, fala sobre a Venezuela na Casa Branca 30/04/2019 REUTERS/Joshua Roberts

WASHINGTON (Reuters) - O assessor de Segurança Nacional dos Estados Unidos, John Bolton, citou três membros do alto escalão e assessores do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, que, segundo ele, têm de cumprir as promessas que supostamente fizeram à oposição de uma transição pacífica de poder.

Falando na Casa Branca durante um dia de protestos anti-governo na Venezuela, Bolton identificou o ministro da Defesa, Vladimir Padrino, o presidente da Suprema Corte, juiz Maikel Moreno, e o comandante da guarda presidencial, Ivan Rafael Hernández Dala, como tendo dito à oposição que Maduro precisava abrir mão do poder a favor líder da oposição Juan Guaidó.

Por Matt Spetalnick

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below