for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Medicamentos conseguem prevenir transmissão sexual do HIV em homens homossexuais

LONDRES (Reuters) - Um estudo europeu com cerca de 1.000 casais de homens gays que fizeram sexo sem preservativos --onde um dos parceiros possuía o vírus HIV e estava tomando medicamentos antirretrovirais para suprimi-lo-- mostrou que o tratamento pode prevenir a transmissão do vírus pela via sexual.

Depois de oito anos de acompanhamento dos casais, a pesquisa não encontrou nenhum caso de transmissão de HIV entre eles.

O estudo prova, segundo os pesquisadores, que utilizar a terapia antirretroviral para suprimir o vírus da Aids para níveis indetectáveis também significa que o vírus não pode ser transmitido através de relação sexual.

“Nossas descobertas apresentam evidências conclusivas para homens gays de que o risco da transmissão do HIV com o supressor ART é zero”, disse Alison Rodger, professora da University College London, que co-liderou a pesquisa.

A professora disse que essa “mensagem poderosa” poderia ajudar a acabar com a pandemia do HIV ao prevenir a transmissão do vírus em populações de alto risco. No estudo apenas, por exemplo, os pesquisadores estimam que o tratamento antirretroviral supressor preveniu aproximadamente 472 transmissões de HIV durante oito anos.

O estudo, publicado no jornal médico Lancet nesta quinta-feira, avaliava o risco da transmissão do HIV entre casais homossexuais compostos por homens onde um dos parceiros é HIV-positivo e outro é HIV-negativo e que não usam preservativos.

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up