May 4, 2019 / 7:44 PM / in 4 months

Protestos de "coletes amarelos" na França diminuem após confrontos em dia do trabalho

PARIS (Reuters) - As manifestações anti-governo dos “coletes amarelos” na França registraram neste sábado seu menor comparecimento até o momento, dias depois de protestos maiores em 1º de maio terem sido marcados por confrontos violentos.

O baixo comparecimento de manifestantes no 25º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos pode significar um alívio para o presidente Emmanuel Macron, que na semana passada propôs uma série de políticas para atender às reivindicações apresentadas.

Cerca de 18,9 mil manifestantes participaram das marchas mais recentes, ante 23,6 mil na semana anterior, segundo o Ministério do Interior. Em Paris, onde três protestos foram autorizados, o comparecimento foi 1.460 pessoas, ante 2.600 na semana passada.

“Muitos deles ficaram chocados com o comportamento e repressão na última quarta-feira”, disse Herve, um manifestante de Paris, à Reuters. “Então não é surpreendente ver que o movimento está um ficando um pouco para trás em termos de comparecimento.”

Os protestos, batizados em homenagem aos casacos de alta visibilidade usados por motoristas, começaram com o aumento dos impostos sobre combustíveis, mas se transformaram em uma revolta às vezes violenta contra políticos e um governo considerado inatingível.

Por Antony Paone e Emmanuel Jarry em Paris, e Claude Canellas em Bordeaux

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below