May 8, 2019 / 2:19 PM / 6 months ago

Bomba de grupo militante mata 10 perto de santuário do Paquistão

Agentes de segurança vasculham local de explosão em Lahore, no Paquistão 08/05/2019 REUERS/Mohsin Raza

LAHORE, Paquistão (Reuters) - Uma bomba que visou policiais paquistaneses diante de um grande santuário sufista da cidade de Lahore nesta quarta-feira matou ao menos 10 pessoas e feriu mais de 20, disseram autoridades.

A explosão, ocorrida um dia depois do início do mês muçulmano sagrado do Ramadã, atingiu um posto de verificação da polícia perto de Data Darbar, um dos maiores santuários muçulmanos do sul da Ásia, que atrai dezenas de milhares de visitantes por ano.

“A polícia foi o alvo principal deste ataque. Estamos coletando indícios forenses para determinar a natureza da explosão”, disse Ashfaq Khan, vice-inspetor-geral de operações da polícia de Lahore.

Um porta-voz da polícia disse que foram mortos seis civis e quatro policiais.

A polícia montou postos de controle nas principais ruas que levam ao santuário, e os hospitais estão em alerta, disseram autoridades.

O ataque foi reivindicado pelo Hizbul Ahrar, um grupo dissidente do Taliban paquistanês, um movimento que vem combatendo o governo há anos. O grupo disse em um comunicado que o ataque visou à polícia e foi calculado para evitar vítimas civis.

O primeiro-ministro, Imran Khan, emitiu um comunicado repudiando o ataque e pedindo ao governo provincial para ajudar as vítimas.

Reportagem adicional de Saud Mehsud em Dera Ismail Khan e Syed Raza Hasan em Karachi

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below