May 27, 2019 / 11:44 PM / 4 months ago

Trump diz que acordo nuclear com o Irã é possível após impacto de sanções

TÓQUIO (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta segunda-feira que um acordo com o Irã sobre seu programa nuclear é possível. 

Presidente dos EUA, Donald Trump, durante entrevista coletiva em Tóquio 27/05/2019 REUTERS/Jonathan Ernst

“Eu realmente acredito que o Irã gostaria de fazer um acordo, e eu acho que isso é muito inteligente da parte deles, e acho que é uma possibilidade real”, disse Trump durante uma entrevista coletiva com o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, em Tóquio. 

“Eles tem a chance de serem um grande país com a mesma liderança”, disse Trump. “Não estamos buscando uma mudança de regime. Eu só quero deixar isso claro. Não queremos mais armas nucleares.” 

As tensões cresceram entre o Irã e os Estados Unidos depois de um ataque a navios petroleiros na região do Golfo Persa neste mês. 

Washington que apoia firmemente a Arábia Saudita, rival regional de Teerã, culpou os iranianos pelos ataques. O Irã nega as acusações. 

Os Estados Unidos enviaram um grupo de ataque com porta-aviões e bombardeiros para o Oriente Médio, além de 1.500 militares para o Golfo, levantando temores de um possível conflito. 

Os comentários de Trump vieram após o assessor de Segurança Nacional, John Bolton, dizer no sábado que os Estados Unidos têm informações “sérias e profundas” de inteligência sobre ameaças representadas pelo Irã, sem oferecer mais detalhes. 

Trump, que está em uma visita de quatro dias ao Japão, recebeu a ajuda de Abe na negociação com o Irã depois que a rede de televisão NHK disse que o líder japonês avalia uma viagem a Teerã em meados de junho. O Irã disse que uma visita era improvável no futuro próximo. 

“Eu tenho certeza que o primeiro-ministro é muito próximo da liderança do Irã, e veremos o que vai acontecer”, disse Trump. 

Durante sua entrevista coletiva ao lado de Trump, Abe disse que o Japão fará o que puder sobre a questão iraniana. 

“A paz e a estabilidade do Oriente Médio são muito importantes para o Japão, os Estados Unidos e para a comunidade internacional como um todo”, disse Abe. 

No ano passado Trump retirou os Estados Unidos de um acordo internacional nuclear firmado em 2015 com o  Irã, e está restabelecendo sanções em uma tentativa de frear as vendas internacionais de petróleo bruto do país, enfraquecendo sua economia. 

O Japão era um grande comprador do petróleo iraniano há décadas, antes das sanções dos Estados Unidos — que segundo Trump estão entrando em efeito. 

“Eles estavam lutando em muitos lugares”, disse Trump sobre o Irã. “Agora estão recuando por conta dos graves problemas econômicos”. 

Bolton, que tem liderado uma política cada vez mais agressiva em relação ao Irã, descreveu os ataques recentes a petroleiros na costa dos Emirados Árabes Unidos e a uma estação de um oleoduto na Arábia Saudita, assim como um ataque de morteiros à Zona Verde em Bagdá como “manifestações de preocupação” em relação ao Irã. 

O Irã tenta se distanciar dos ataques e no domingo seu ministro de Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, afirmou que seu país irá se defender contra qualquer ameaça militar ou econômica.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below