May 30, 2019 / 8:13 PM / 5 months ago

Partido italiano 5 Estrelas renova apoio a líder após derrota em eleição europeia

ROMA (Reuters) - O Movimento 5 Estrelas expressou seu apoio ao líder Luigi Di Maio de forma enfática nesta quinta-feira para que ele continue à frente do partido italiano anti-establishment após uma derrota contundente nas eleições parlamentares europeias.

Luigi di Maio 02/05/2019 REUTERS/Yara Nardi

Di Maio recebeu o apoio de 80% dos 56.127 membros do 5 Estrelas que votaram na plataforma online do partido, conhecida como Rousseau, informou o movimento em seu blog.

    Di Maio, de 32 anos, pediu a votação depois que o 5 Estrelas recebeu só 17% dos votos na eleição europeia de domingo, metade da cifra de seu parceiro de coalizão, o partido de direita Liga, o que desencadeou ataques internos à sua liderança.

    O partido toma muitas de suas decisões mais importantes em votações de seus membros pela internet, e qualificou a mais recente como “uma das páginas mais belas da história de democracia direta do Movimento 5 Estrelas”.

    A participação foi a mais alta até hoje, segundo o partido. Pediu-se aos associados que respondessem sim ou não a uma pergunta simples: “Você confirma Luigi Di Maio como o líder político do Movimento 5 Estrelas?”

    O voto de confiança oferece algum alívio a Di Maio, mas ele enfrentará a tarefa intimidante de reverter a sorte do partido.

    Desde a eleição europeia, o líder da Liga, Matteo Salvini, tem se comportado como se já fosse o primeiro-ministro, prometendo cortes de impostos amplos e pedindo mudanças nas regras orçamentárias da União Europeia.

    A estratégia de Salvini parece ser ditar a pauta política enquanto insiste que o governo deve continuar, sabendo que, se o 5 Estrelas se curvar às suas exigências, corre o risco de perder mais apoio entre seu eleitorado mais fiel.

    Se não o fizer, isso pode provocar o colapso da coalizão e novas eleições que provavelmente beneficiariam Salvini.

    O Movimento 5 Estrelas vem perdendo apoio de forma constante desde que obteve 33% dos votos na eleição geral de março de 2018, quase o dobro de seu rival mais próximo, o Partido Democrático de centro-esquerda, e concordou em formar um governo com a Liga.

    Em fevereiro, Di Maio prometeu reorganizar o 5 Estrelas em nível nacional e local, adotando uma estrutura mais parecida à dos partidos tradicionais que sempre repudiou.

Tradução Redação São Paulo, 5511 56447702 REUTERS AC

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below