May 31, 2019 / 9:05 PM / 4 months ago

México e grupos empresariais dos EUA exigem que Trump recue em ameaça de tarifa

Presidente do México, Andres Manuel Lopez Obrador. 31/5/2019. REUTERS/Henry Romero

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O presidente do México e o principal grupo de lobby empresarial dos Estados Unidos pediram que o presidente Donald Trump desista da ameaça que fez de impor tarifas punitivas sobre importações mexicanas, em meio a uma disputa sobre imigração.

Trump afirmou que introduziria tarifas em 10 de junho se o México não suspendesse o fluxo de imigração ilegal, vindo em sua maioria de países da América Central, e passando pela fronteira dos EUA com o México. As cobranças afetariam ativos financeiros e mexicanos e prejudicariam o mercado mundial de capitais.

“Eu digo a todos os mexicanos para ter fé, vamos superar essa atitude do governo dos Estados Unidos, eles vão se retratar por que o povo mexicano não merece ser tratado dessa maneira”, disse López Obrador a jornalistas.

A influente Câmara de Comércio dos Estados Unidos busca maneiras para combater a medida proposta por Trump contra o México, incluindo as opções legais.

“Não temos escolha a não ser buscar todas as opções disponíveis para combater a medida”, disse Neil Bradley, vice-presidente executivo e chefe de políticas do grupo.

Outros grupos industriais também criticaram a ameaça de Trump, dizendo que aquilo custaria às empresas, produtores rurais e consumidores americanos que já estão sofrendo com as consequências da disputa comercial dos EUA com a China.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below