June 15, 2019 / 3:57 PM / 5 months ago

Houve patrocínio estatal em ataques a petroleiros, diz ministro dos Emirados Árabes

NICOSIA (Reuters) - O ministro de Relações Exteriores dos Emirados Árabes, Abdullah Bin Zayed al Nahyan, afirmou neste sábado que houve um “patrocínio estatal” envolvido nos ataques de 12 de maio a navios petroleiros no Golfo, mas não citou nenhum nome em particular. 

Ele não mencionou ataques em outros dois petroleiros esta semana, na mesma área. Os Estados Unidos disseram que o Irã esteve envolvido nos incidentes de maio e junho - acusações descartadas por Teerã. 

“Nossa conclusão é que isso só foi possível por meio de um ataque com patrocínio estatal”, disse Al Nahyan a repórteres, depois de encontrar com seu correspondente do Chipre, em Nicosia, referindo-se ao ataque de maio.

“Não nomeamos nenhum país, mas esperamos trabalhar com nossos amigos e parceiros para impedir que esses agravamentos sigam em frente”, acrescentou.

Neste sábado, a conta de Twitter da Arabiya TV creditou a Al Nahyan a declaração de que as impressões digitais do Irã estavam claras nos ataques de 12 de maio. O tuíte depois desapareceu do Twitter e a Arabiya TV não estava imediatamente disponível para um comentário sobre o motivo. 

Os ataques de 12 de maio tiveram como alvo dois navios petroleiros sauditas, um barco dos Emirados e um petroleiro norueguês, sem causar fatalidades, mas alimentou tensões entre Estados Unidos e Irã em meio à retórica cada vez mais duras. 

Reportagem de Michele Kambas

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below