June 26, 2019 / 7:40 PM / 2 months ago

"Disse para ele não seguir sonho americano", lamenta mãe de imigrante que se afogou com filha

SAN SALVADOR (Reuters) - A mãe de um homem salvadorenho que se afogou com sua filha criança enquanto tentavam chegar à solo norte-americano, imagem que se tornou um símbolo global dos perigos da imigração, disse que pediu que seu filho “não seguisse o sonho americano” antes que ele deixasse seu país de origem. 

Rosa Ramirez, mãe do imigrante Oscar Ramirez, que se afogou com a filha tentando chegar aos EUA, em sua casa em San Martín, El Salvador 26/06/2019 REUTERS/Jose Cabezas

Uma foto chocante de Oscar Alberto Martinez e de sua filha Valéria mortos boiando às margens do Rio Grande, na fronteira dos Estados Unidos com o México, circula incessantemente nas redes sociais nesta semana e renova o debate nos Estados Unidos sobre a condição dos imigrantes da América Central. 

Falando ao jornal salvadorenho La Prensa nesta terça-feira, Rosa Ramirez, mãe de Oscar, tentou segurar as lágrimas enquanto segurava fotografias dos dois. 

“Eu disse para ele não seguir o sonho americano”, disse ela ao La Prensa, citando os perigos da jornada. “É triste, todos sabem o que aconteceu. Estamos nos voltando a Deus por que ele é o único que nos dá forças”. 

Apesar dos pedidos da mãe, Oscar e sua família deixaram El Salvador em abril, esperando encontrar trabalho nos Estados Unidos para eventualmente conseguir comprar uma casa, disse Ramirez. 

Irritada com a espera pela aplicação para o asilo, a família tentou nadar em direção a solo americano no domingo, segundo um oficial de imigração no Estado mexicano de Tamaulipas. 

Tania Vanessa Avalos, esposa de Oscar, sobreviveu, gritando “Onde está meu marido?” enquanto equipes de resgate no rio carregavam uma maca coberta com um lençol branco, mostram imagens de vídeo. 

A fotografia de Oscar e Valeria, abraçada pelo pai, e com o braço atrás de seu pescoço, gerou comparações com a icônica imagem de Aylan Kurdi, um refugiado sírio de três anos, cujo corpo foi levado pelas ondas até uma praia do Mar Mediterrâneo. 

A agência de refugiados da ONU disse que a foto da fronteira dos Estados Unidos representa “um fracasso em abordar a violência e o desespero que levam as pessoas a entrarem nessas jornadas perigosas”. 

O papa Francisco expressou grande tristeza ao ver a imagem, disse o Vaticano, cujo jornal publicou a imagem em sua primeira página. 

Reportagem de Nelson Renteria em San Salvador; reportagem adicional de Julia Love na Cidade do México

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below