July 12, 2019 / 1:05 PM / in 3 months

Rússia entrega sistema de mísseis à Turquia, em desafio a EUA e Otan

ISTAMBUL (Reuters) - A Rússia iniciou a entrega de um sistema avançado de defesa com mísseis à Turquia nesta sexta-feira, uma medida que deve provocar sanções dos Estados Unidos contra um país-membro da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e criar um atrito no coração da aliança militar ocidental.

Avião russo com partes do sistema de defesa S-400 em base aérea turca perto de Ancara 12/07/2019 REUTERS/Stringer

As primeiras peças do sistema de defesa aérea S-400 foram enviadas de avião a uma base aérea militar próxima da capital Ancara, informou o Ministério da Defesa turco, selando um acordo entre Turquia e Rússia que os Estados Unidos passaram meses tentando evitar.

Os EUA dizem que o equipamento militar russo não é compatível com os sistemas da Otan e que a aquisição pode levar à expulsão da Turquia de um programa de caças F-35.

Investidores da Turquia estão apreensivos com o acordo. A lira turca recuou de 5,717 para 5,683 diante do dólar antes de o ministério anunciar a chegada da remessa do sistema S-400 à base aérea de Murted, ao noroeste de Ancara.

“A entrega de peças pertencentes ao sistema continuará nos próximos dias”, disse o Diretório da Indústria de Defesa da Turquia. “Assim que o sistema estiver completamente pronto, começará a ser usado de uma maneira determinada pelas autoridades relevantes”.

Ao menos dois aviões de carga AN-124 da Força Aérea russa partiram para a Turquia na manhã desta sexta-feira, mostraram dados do site de monitoramento aéreo Flightradar24. Emissoras turcas exibiram imagens de um avião estacionado na base aérea e de um segundo pousando.

O Serviço Federal de Cooperação Técnico-Militar russo confirmou nesta sexta-feira que começou a entregar os sistemas S-400 e que as remessas prosseguirão de acordo com um cronograma combinado, relatou a agência de notícias RIA.

A Turquia afirma que o sistema é uma exigência de defesa estratégica, particularmente para proteger as fronteiras do sul com a Síria e o Iraque. O governo disse que, quando fechou o acordo dos S-400s com a Rússia, EUA e Europa não haviam apresentado uma alternativa viável.

O presidente turco, Tayyip Erdogan, disse, depois de se encontrar com o presidente norte-americano, Donald Trump, em uma cúpula do G20 no mês passado, que os EUA não planejam impor sanções a Ancara devido à compra dos S-400s. 

Trump não descartou sanções. Na semana passada, autoridades norte-americanas disseram que o governo ainda planeja impô-las à Turquia.

Reportagem adicional de Orhan Coskun, em Ancara, e Maxim Rodionov, em Moscou

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below