July 21, 2019 / 4:25 PM / a month ago

Japão está indeciso sobre resposta a plano dos EUA por coalizão marítima no Oriente Médio

TÓQUIO (Reuters) - O primeiro-ministro japonês Shinzo Abe disse, neste domingo, que ainda não decidiu sobre como responder a um esperado pedido dos EUA para enviar sua Marinha para se juntar a uma coalizão militar para resguardar águas estratégicas perto do Irã e Iêmen. 

“Começamos a ouvir a opinião dos Estados Unidos sobre isso e queremos continuar ouvindo com cuidado”, disse ele em rede nacional enquanto os votos eram contados para a eleição na Câmara Alta do país.

“Ao mesmo tempo, o Japão também tem laços amigáveis com o Irã”, acrescentou Abe.

Ele disse que o Japão continuaria a fazer esforços diplomáticos para ajudar a estabilizar a região e que gostaria de conversar com o presidente iraniano Hassan Rouhani.

Os dois se reuniram quando Abe visitou Teerã, mês passado, em uma tentativa que acabou sendo mal sucedida de aliviar as tensões na região. 

A imprensa japonesa afirmou que a proposta de Washington poderá estar na agenda quando o conselheiro de segurança nacional norte-americano, John Bolton, visitar Tóquio na próxima semana. 

Por Chang-Ran Kim

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below