July 31, 2019 / 9:26 PM / a month ago

Aliança "Cinco Olhos" é criticada por defesa de aumento de acesso de espiões à telecomunicações

Ben Wizner 03/11/2014 REUTERS/Wolfgang Rattay

LONDRES (Reuters) - Ex-autoridades governamentais e ativistas pelo direito à privacidade estão questionando exigências de ministros da chamada aliança “Cinco Olhos” de que sistemas de comunicação de alta tecnologia deveriam continuar acessíveis para espiões e investigações oficiais. 

Uma reunião em Londres entre autoridades de segurança do grupo expressou preocupações nesta semana de que companhias de tecnologia estariam caminhando para “deliberadamente desenvolver seus sistemas de maneira a impedir qualquer tipo de acesso aos conteúdos, mesmo nos casos dos mais sérios tipos de crimes”. 

O grupo é formado por Estados Unidos, Reino Unido, Austrália, Canadá e Nova Zelândia. 

As autoridades envolvidas disseram que as empresas de tecnologia “deveriam incluir mecanismos no desenvolvimento de seus produtos e serviços criptografados, através dos quais governos, agindo com a autoridade legal apropriada, possam obter acesso a dados em um formato compreensível e útil”. 

Priti Patel, a nova ministra do Interior do Reino Unido, disse que os governos da aliança concordam que as empresas de tecnologia não deveriam desenvolver seus sistemas e serviços incluindo criptografia de ponta a ponta, “de maneira que fortaleça criminosos e coloque pessoas vulneráveis em risco”. 

Ben Wizner, especialista em legislação de segurança nacional na União norte-americana de Liberdades Civis, disse que a postura anti-critografia tomada pelo Cinco Olhos parece estar direcionada à Apple, que em 2015 entrou em conflito com o FBI sobre o desbloqueio de um celular de um franco atirador. 

Wizner disse que qualquer mecanismo de acesso que empresas sejam forçadas a instalar em seus sistemas de criptografia garantirá acesso aos membros do Cinco Olhos à trocas de mensagens particulares. Ele afirmou ainda que governos estrangeiros e agências de espionagem SVR e FSB, da Rússia, teriam causas legítimas para insistir em usar os mesmos mecanismos de acesso.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below