August 1, 2019 / 12:27 PM / 3 months ago

Biden enfrenta ataques duros e reage em debate acirrado de presidenciáveis democratas

Por John Whitesides e Amanda Becker

Pré-candidatos democratas Joe Biden e Kamala Harris durante debate em Detroit 31/07/2019 REUTERS/Lucas Jackson

DETROIT (Reuters) - Joe Biden, o favorito da corrida presidencial democrata dos Estados Unidos, enfrentou fogo cerrado ao tratar de saúde, imigração e reforma do sistema de justiça criminal, mas reagiu aos diversos rivais ansiosos para derrubá-lo durante um debate acalorado na noite de quarta-feira.

Na segunda noite consecutiva de debates entre democratas que disputam a chance de desafiar o presidente republicano Donald Trump na eleição de novembro de 2020, o ex-vice-presidente foi preparado para o combate depois de enfrentar críticas ao seu desempenho às vezes titubeante no primeiro debate, ocorrido em Miami no mês passado.

Adotando um tom mais áspero e agressivo, ele enfrentou a adversária Kamala Harris no tema da saúde, assumindo uma luta crescente que divide o Partido Democrata e dominou o primeiro encontro de pré-candidatos em Detroit, na terça-feira.

Ele ridicularizou a senadora quando esta afirmou que seu plano de saúde recém-divulgado não exigiria um aumento de impostos da classe média ou a eliminação de planos de seguradoras particulares.

“Você não consegue derrotar o presidente Trump com evasivas sobre este plano”, disse Biden a Kamala. “O plano, não importa como você o apresente, custa 3 trilhões de dólares. Ele exigirá que os impostos da classe média subam, não que desçam. Em terceiro lugar, eliminará os planos oferecidos pelos empregadores”.

Kamala refutou a descrição “simplesmente imprecisa” e atacou a proposta de Biden de aprofundar a lei de saúde do ex-presidente Barack Obama, conhecida popularmente como Obamacare, e incluir uma opção oferecida pelo governo, dizendo que ela deixaria milhões sem plano de saúde.

“Em 2019, na América, um democrata concorrer a presidente com um plano que não cobre todos, acho que é indesculpável”, disse Kamala.

Biden classificou as críticas à sua proposta de “um monte de besteiras”.

Os democratas fizeram dos planos de saúde acessíveis um de seus pilares, enquanto o governo Trump se empenha em desmantelar o Obamacare.

Biden também discutiu com o senador Cory Booker, que voltou a criticar o trabalho deste como senador no projeto de lei criminal de 1994, que críticos dizem ter levado ao aprisionamento desproporcional de homens afro-norte-americanos.

“Neste exato momento, existem pessoas em prisão perpétua por crimes de drogas porque você fez pé firme e usou aquela retórica falsa de ‘duro com o crime’ que elegeu tanta gente”, disse Booker a Biden.

Reagindo, Biden atacou o período de Booker como prefeito de Newark, em Nova Jersey, cujo departamento de polícia foi envolvido em uma investigação federal de direitos civis.

Em uma discussão com Julian Castro, ex-secretário da Habitação de Obama, Biden criticou seu plano de descriminalizar as travessias de fronteira ilegais, que qualificou como “um crime”.

Castro, ex-prefeito de San Antonio, respondeu: “Parece que um de nós aprendeu com as lições do passado, e um de nós não”.

Reportagem adicional de Ginger Gibson e Doina Chiacu em Washington

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below