September 2, 2019 / 11:52 AM / 2 months ago

Furacão Dorian atinge as Bahamas e 1 milhão são retirados da Costa Leste dos EUA

TITUSVILLE, Flórida (Reuters) - O furacão Dorian se abateu sobre as ilhas Abaco e Grande Bahama, do arquipélago das Bahamas, na manhã desta segunda-feira, arrancando telhados, virando carros e derrubando linhas de energia, e a elevação das águas em decorrência de inundações ameaçava engolir casas.

Mulher caminha com cachorro em praia de Amelia Island, em Jacksonville, antes da chegada do furacão Dorian à Flórida 01/09/2019 REUTERS/Maria Alejandra Cardona

A segunda tempestade mais forte já registrada no Atlântico estava prevista para atingir o arquipélago ao longo do dia, e depois seguir para a Costa Leste dos Estados Unidos, onde as autoridades ordenaram a retirada de mais de 1 milhão de pessoas na Flórida, Carolina do Sul e Geórgia.

A tempestade de categoria 5, a classificação mais alta, deixou as ilhas das Bahamas coberta de metal retorcido e pedaços de madeira. Não havia estimativas imediatas de vítimas.

Ventos de até 322 km/h destruíram ou danificaram mais de 13 mil lares, disse a Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho.

Moradores publicaram na internet imagens da água subindo pelos lados de suas casas, e o Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos alertou para uma possível elevação da maré que poderia criar ondas destruidoras mais altas do que muitos edifícios nas ilhas.

Às 5h, o Dorian estava acima da ilha Grande Bahama, e mal se movia na direção oeste a meros 2 km/h.

O furacão estava a cerca de 200 quilômetros do litoral da Flórida, partes do qual estava sob ordens de retirada.

O condado de Palm Beach, o terceiro mais populoso e sede da estância Mar-a-Lago do presidente Donald Trump, era um dos que foram alvo de ordens de retirada. Outros condados anunciaram retiradas voluntárias.

“Este parece que pode ser maior do que todos eles”, disse Trump durante uma reunião com a Agência Federal de Gerenciamento de Emergências (Fema).

Mais ao norte, o governador da Carolina do Sul, Henry McMaster, ordenou retiradas em partes de oito condados litorâneos a partir do meio-dia local desta segunda-feira.

O governador da Geórgia, Brian Kemp, ordenou retiradas na totalidade ou em partes de seis condados litorâneos também a partir do meio-dia.

Mesmo uma passagem de raspão de uma das tempestades mais fortes que já ameaçaram a Flórida poderia provocar chuvas torrenciais e ventos danosos, disse o NHC.

Reportagem adicional de Peter Szekely, em Nova York; Steve Holland, em Washington; Anthony Esposito, na Cidade do México; e Rich McKay, em Atlanta

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below