September 6, 2019 / 10:32 PM / 14 days ago

Trump precisa equilibrar medidas para petróleo e milho para não perder votos em Iowa em 2020

05/09/2019 REUTERS/Joshua Roberts

WASHINGTON/NEW YORK (Reuters) - Em uma reunião a portas fechadas na Casa Branca no dia 19 de Agosto o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se mostrou crescentemente alarmado com as informações trazidas por seu principal diplomata na China de que há uma frustração crescente no chamado cinturão agrícola norte-americano por conta de suas políticas de biocombustíveis, que vieram acompanhadas de um alerta duro de ouvir: você tem um problema no Estado de Iowa. 

Terry Branstad, ex-governador de Iowa e agora embaixador dos Estados Unidos na China disse a Trump que embora os produtores rurais tenham continuado leais a ele apesar dos prejuízos causados pela guerra comercial com a China, que já dura cerca de um ano, eles não irão tolerar políticas que favoreçam a indústria do petróleo às suas custas, de acordo com quatro pessoas familiarizadas com o conteúdo da reunião. 

A atuação do governo, explicou, está minando o apoio a Trump nos importantes Estados de Iowa e Wisconsin, ao liberar muitas refinarias de petróleo das obrigações de acrescentar etanol de milho em seus combustíveis, de acordo com as fontes, que pediram condição de anonimato por não estarem autorizadas a discutir deliberações internas. 

Na reunião de quase duas horas que também envolveu os principais conselheiros de Trump nas áreas de economia e segurança, Branstad mostrou um mapa dos condados que haviam virado a favor de Trump em 2016, mas que agora eram considerados sob risco nas eleições de novembro de 2020. 

Branstad também listou citações de candidatos presidenciais democratas atacando sua política de biocombustíveis como uma traição aos produtores de milho, além de notícias sobre usinas de etanol que fecharam na região do Meio-Oeste do país, segundo as fontes. 

A apresentação chocou o presidente republicano, que havia ouvido anteriormente de seus conselheiros políticos que o Estado do Iowa estaria “garantido”. 

“Essa é a primeira vez que o presidente foi informado plenamente sobre o quão enfurecidos estão esses fazendeiros sobre essa questão, e que ele poderia ter um problema sério no Iowa e potencialmente em outros Estados onde esse assunto é uma questão”, disse uma das fontes. 

Antes do final da reunião, Trump já havia requisitado aos membros de seu gabinete que trouxessem soluções para conter a irritação dos produtores agrícolas, disseram as fontes, colocando em curso uma reação em cadeia que a indústria do milho norte-americano agora espera que acabe em novas concessões para ajudar os produtores que agonizam com a queda dos preços e com a perda de seu maior mercado de exportação, a China. 

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below