February 24, 2020 / 7:27 PM / in 3 months

Jihad Islâmica diz ter encerrado disparos após dois dias de hostilidades entre Gaza e Israel

GAZA/JERUSALÉM (Reuters) - O grupo militante palestino Jihad Islâmica disse nesta segunda-feira que encerrou sua “resposta militar” a Israel depois de dois dias disparando foguetes de Gaza contra seu vizinho, que por sua vez respondeu com ataques aéreos.

O grupo islâmico lançou dezenas de foguetes, enquanto Israel realizou ataques aéreos em Gaza e em locais na Síria que mataram três membros da Jihad Islâmica.

A violência ocorre uma semana antes das eleições israelenses, nas quais o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu busca um quinto mandato depois de duas votações inconclusivas.

Testemunhas em Gaza relataram ter ouvido ataques israelenses após o anúncio da Jihad Islâmica, e os militares israelenses confirmaram que estavam atingindo alvos relacionados ao grupo no enclave costeiro.

Os mais recentes combates começaram por volta do amanhecer no domingo, quando tropas israelenses mataram um membro da Jihad Islâmica que estava tentando plantar explosivos perto da cerca da fronteira de Israel com a Faixa de Gaza.

Imagens de vídeo feitas por um fotógrafo de Gaza e amplamente compartilhadas nas mídias sociais mostraram o que parecia ser o corpo do militante pendurado em um trator militar israelense ao remover o cadáver.

As imagens criaram um alvoroço em Gaza, provocando pedidos de retaliação. Mais tarde, a Jihad Islâmica disparou uma série de foguetes contra Israel.

Por Nidal al-Mughrabi, Rami Ayyub e Maayan Lubell

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below