for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Rouhani diz que Irã deve assumir pior cenário possível para coronavírus

Hassan Rouhani, presidente do Irã 26/09/2019 REUTERS/Brendan Mcdermid

DUBAI (Reuters) - O Irã deve elaborar planos econômicos tomando como base o pior cenário possível, de quase um ano de interrupções devido ao coronavírus, disse o presidente Hassan Rouhani neste sábado, após a contagem de mortes pela doença chegar a 5.650 no país.

“Nosso primeiro pedido é de que devemos planejar a produção de longo prazo com base em uma visão pessimista, de que possamos enfrentar esse vírus por meses”, disse Rouhani em um encontro com executivos de empresas privadas do país veiculado na televisão estatal.

“Talvez (enfrentemos isso) até o final do ano, nós não sabemos”, acrescentou Rouhani, fazendo referência ao calendário iraniano, no qual o ano termina em março de 2021.

Mais cedo, um porta-voz do Ministério da Saúde do país afirmou que o total de pessoas diagnosticadas com o vírus no Irã chegou a 89.328, das quais 3.096 estão em condições críticas.

O vice-ministro da Saúde, Iraj Harirchi, disse que a contagem de óbitos do país recuou em cerca de 70% em relação ao pico, enquanto o número de pacientes de coronavírus nos hospitais caiu pela metade.

O Irã é um dos países do Oriente Médio mais afetados pela Covid-19, possuindo uma das maiores contagens de mortos do mundo em decorrência do vírus.

Redação Dubai

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up