for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Calor leva americanos às praias, acelerando fim da quarentena

(Reuters) - Muitos americanos são esperados nas praias do país neste sábado, com um condado da Flórida relaxando suas restrições e a Califórnia se preparando para uma onda de calor, mesmo com novos casos de coronavírus tendo atingido a um número recorde no dia anterior.

O condado de Volusia, onde fixa a famosa praia de Daytona, abriu lotes de seus parques costeiros neste sábado para visitantes com deficiência, um passo da reabertura em face das restrições que, por enquanto, liberam a praia apenas a quem quer caminhar, surfar, andar de bicicleta ou nadar.

O passo é justificado pelos esforços bem-sucedidos do condado de suprimir casos de vírus, disse o administrador do condado, George Recktenwald, em uma entrevista coletiva na sexta-feira, embora ele tenha comparado a situação com pisar no freio de um carro em uma ladeira.

“Estamos começando a tirar o pé do freio, mas não queremos fazer isso com rapidez porque não queremos que a velocidade saia do controle”, disse. “Se você estiver na praia, precisa estar fisicamente ativo. Sem se sentar, tomar sol ou ficar lá com uma geladeira”.

John Overchuck, 45, vive em uma casa com vista para praia com a mulher e a filha pequena, um pouco ao sul da praia de Daytona, em New Smyrna, e disse que era “cedo demais para fazer isso”.

“Eu sei que eles têm regras e restrições, mas as pessoas não estão ouvindo. Eu andei na praia 10 minutos atrás e estava lotada. Isso não deveria acontecer”, disse Overchuck, advogado com escritórios na vizinha Orlando.

Ele teme o retorno de milhares de turistas e jovens celebrando as férias de primavera que, em tempos normais, são atraídos de outros locais dos Estados Unidos e outras praias do condado para Smyrna.

Alguns já estavam estacionando carros e armando barracas na praia, disse Overchuck.

“Minha família e eu estamos confinados, mas estão abrindo condomínios, casas alugadas e trazendo pessoas de todos os lugares”, disse. “Quem sabe se eles estão se precavendo? Eu tenho uma criança de três anos. Tenho que pensar nela primeiro”.

Uma onda de calor levou milhares de californianos às praias abertas em Newport e Huntington, na sexta-feira, apesar de ordens para que ficassem em casa em todo o estado, e grandes aglomerações parecidas são esperadas para este sábado.

O governador Gavin Newson afirmou que esperava que as praias do estado recebessem “um significativo aumento em volume” devido ao fim de semana muito quente e pediu que aqueles que visitassem a costa respeitassem o distanciamento social.

As movimentações para aproveitar o calor chegam depois de os Estados Unidos registrarem 36.491 novos casos de COVID-19 na sexta-feira, doença respiratória causada pelo coronavírus, um total diário recorde segundo a contagem da Reuters.

Mais de 911.000 pessoas no Estados Unidos contraíram COVID-19 e quase 52.000 pessoas morreram, mostra a contagem.

Georgia, Oklahoma e alguns outros estados tomaram medidas para reabrir suas economias na sexta-feira, apesar da desaprovação do presidente Donald Trump e alertas de especialistas de saúde de que essas medidas poderiam reacender o vírus e causar mais mortes.

Theo Walker, dono do salão de tatuagens Golden Anchor em Atlanta, disse que colocou em votação entre seus artistas se reabriria o negócio e eles decidiram que sim. Ele os deu equipamentos de proteção e abrirá o negócio novamente no sábado, depois de um primeiro dia “normal” na sexta-feira, embora ele tenha que ter recusado clientes que tentaram entrar em grupos.

“Em um mundo ideal, adoraríamos apenas esperar em casa até que tudo isso acabasse, mas infelizmente temos contas esperando, e eu não queria que meus artistas sofressem mais”, disse Walker. “Todos decidimos que era hora de voltar a trabalhar”.

Reportagem de Nathan Layne in Wilton, Connecticut, Rich McKay em Atlanta, Jessica Resnick-Ault em Nova York, e Lisa Shumaker em Chicago

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up