for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

França, Alemanha e Itália ameaçam aplicar sanções à Líbia por quebra no embargo de armas

PARIS (Reuters) - Os líderes da França, Alemanha e Itália ameaçaram, neste sábado, usar sanções contra países que continuaram a violar o embargo de armas das Nações Unidas à Líbia.

“Também pedimos a todos os atores estrangeiros que acabem com sua crescente interferência e respeitem plenamente o embargo de armas estabelecido pelo Conselho de Segurança das Nações Unidas”, disse o presidente da França, Emmanuel Macron, a chanceler alemã Angela Merkel e o primeiro-ministro italiano Giuseppe Conte em comunicado conjunto divulgado pela presidência francesa.

“Estamos prontos para considerar o possível uso de sanções se as violações do embargo no mar, em terra ou no ar continuarem, e aguardamos as propostas que o Alto Representante da União Europeia para assuntos externos e política de segurança fará a respeito disso. “

Reportagem de John Irish

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up