for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up

Presidente do México diz que teve parentes que morreram de coronavírus

Presidente do México, Andrés Manuel López Obrador, durante entrevista coletiva na Cidade do México 17/03/2020 REUTERS/Henry Romero

CIDADE DO MÉXICO (Reuters) - O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, disse nesta quinta-feira que perdeu alguns parentes para o coronavírus, que até agora ceifou mais vidas no México do que em todos os países, com exceção de outros três.

López Obrador, que às vezes enfrenta fortes críticas pelo modo com que lida com a pandemia, foi questionado durante uma entrevista coletiva sobre notícias da mídia de que um de seus primos foi hospitalizado após contrair coronavírus.

“Sim. Sim, tenho parentes que estão doentes. Infelizmente, parentes também perderam a vida”, disse ele.

López Obrador, que incomodou críticos pela relutância em usar máscara, não disse quais parentes morreram de Covid-19.

No início da pandemia, López Obrador minimizou sua gravidade, incentivando as pessoas a se abraçarem e continuarem saindo. Mais tarde, ele mudou de tática, mas os críticos temem que o governo esteja reabrindo a economia antes de controlar o vírus.

O México registrou mais de 360 mil infecções por coronavírus, o sétimo maior número de casos em todo o mundo, e mais de 41 mil mortes. Tem o quarto maior número de óbitos no mundo, depois dos Estados Unidos, Brasil e Reino Unido.

López Obrador criticou a mídia por relatar a ascensão do México no ranking dos países mais atingidos do mundo, afirmando que o número de mortos per capita é uma representação mais justa.

Reportagem de Dave Graham e Raul Cortes Fernandez

for-phone-onlyfor-tablet-portrait-upfor-tablet-landscape-upfor-desktop-upfor-wide-desktop-up